Minas Gerais Padrasto é preso suspeito de abusar de menina de 14 anos em Minas

Padrasto é preso suspeito de abusar de menina de 14 anos em Minas

Padrasto teria retirado as peças íntimas da vítima e tocado seu corpo; mãe da menina justificou o abuso dizendo que a vítima dormia "só de calcinha"

Crime aconteceu no Parque das Américas, em Uberaba

Crime aconteceu no Parque das Américas, em Uberaba

Reprodução / Google Street View

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante suspeito de abusar sexualmente da enteada, de apenas 14 anos. O crime aconteceu na madrugada desta sexta (20), em Uberaba, a 481 km de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima relatou que estava dormindo quando sentiu um incômodo nas partes íntimas. Ao acordar, encontrou o padrasto deitado em sua cama.

O homem teria tirado as roupas íntimas da jovem e passado a mão pelo seu corpo. Após várias reclamações da menina, o homem teria saído do local e ido dormir em outro quarto.

Veja: Polícia prende mãe e padrasto suspeitos de abuso sexual em Minas

A vítima afirma que acordou a mãe e relatou que havia sido abusada, mas a mulher pediu para que ela não contasse o fato para ninguém e ainda justificou o abuso dizendo que o padrasto estaria bêbado.

A menina então decidiu relatar o abuso, através de um aplicativo de mensagens, para uma tia que mora no estado de São Paulo. Ela, por sua vez, ficou revoltada e entrou em contato com a irmã da vítima que, finalmente, acionou a Polícia Militar.

“Justificativa

A Polícia Militar chegou ao local e, após ouvir o relato da vítima, prendeu o suspeito em flagrante. Os militares afirmam que, no momento da prisão, o homem fingia estar dormindo.

Em momento algum ele se pronunciou sobre o caso e apenas disse que teria assassinado um homem em 2013. Os policiais ainda não sabem se o que ele disse é verdade e nem a relação disso com o crime ocorrido nesta sexta-feira.

A mãe da vítima não foi presa, já que estaria fazendo uso de remédios controlados contra a depressão. Em depoimento, a mulher afirmou que o suspeito seria um “bom homem” e justificou o abuso pelo fato da filha estar dormindo usando apenas peças íntimas.

A adolescente passou por exames e o caso agora será investigado pela Polícia Civil.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas