Minas Gerais Suspeito de sequestrar e estuprar enteada de 13 anos é preso em BH

Suspeito de sequestrar e estuprar enteada de 13 anos é preso em BH

Homem de 34 anos era padrasto da vítima e estaria abusando da criança há quatro anos; segundo a polícia, o suspeito é agressivo e possessivo

  • Minas Gerais | Regiane Moreira, da Record TV Minas

Um homem de 34 anos foi preso em flagrante nesta segunda-feira (19), em Belo Horizonte, suspeito de sequestrar e estuprar a enteada de 13 anos. Os abusos estariam acontecendo há, pelo menos, quaptro anos.

O suspeito já era investigado desde junho, quando as primeiras denúncias foram feitas. De acordo com a PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais), o homem teria conhecido a mãe da vítima em Manhuaçu, a 290 km de Belo Horizonte. Há seis anos, eles se mudaram para a capital mineira.

Veja: Polícia prende três suspeitos de abuso sexual de menores em BH

De acordo com o delegado Diego Lopes, os abusos teriam começado dois anos após a mudança e eram feitos dentro da casa em que moravam o suspeito, a mãe da vítima, a adolescente e um irmão com deficiência mental. Lopes alega que o padrasto aproveitava os momentos em que a mulher estava cuidando do filho para estuprar a jovem.

— Por ser deficiente, o filho é extremamente dependente da mãe. Por isso, qualquer atividade externa era realizada pelo suspeito, que aproveitava essas oportunidades para abusar da vítima.

Suspeito de estupro era investigado desde junho

Suspeito de estupro era investigado desde junho

Reprodução / Record TV Minas

Sequestro

As investigações começaram em junho deste ano, quando a adolescente fugiu de casa e deixou uma carta relatando os abusos. A mãe da vítima se separou do suspeito e se mudou de bairro com os filhos, mas, mesmo assim, o ex-companheiro continuou perseguindo a família.

A prisão em flagrante foi efetuada após a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente ser informada de que o suspeito teria sequestrado a jovem e, durante o cárcere, estuprado-a novamente. De acordo com o delegado Diego Lopes, o porte físico do homem impedia qualquer tipo de reação.

— Ele é extremamente violento, grande, muito forte. A jovem até falava que não queria ir com ele, mas ele dizia “você vai”, e aí não tinha saída. Sinceramente, nem um homem conseguiria reagir.

Segundo os investigadores, o suspeito nega as acusações e acusa a jovem de ter ido para a casa dele por vontade própria. A adolescente está abalada com a situação e, de acordo com os policiais, deve passar por um acompanhamento psicológico nos próximos meses. Já o suspeito deve responder por estupro de vulnerável, sequestro e cárcere privado.

Últimas