Polícia Civil recolhe documentos em clínica onde jovem morreu em BH 

Corporação recolheu prontuários médicos e documentos para apurar o caso de Edisa Soloni, que morreu após realizar um procedimento estético na clínica

Jovem  morreu após fazer um procedimento estético

Jovem morreu após fazer um procedimento estético

Reprodução / Instagram

A Polícia Civil de Minas Gerais recolheu documentos em uma clínica de estética, localizada na Savassi, na região Centro-sul de Belo Horizonte, onde uma jovem de 20 anos morreu após fazer uma cirurgia.

Segundo a corporação, além de documentos, foram recolhidos prontuários médicos na unidade. A policia informou que a ação é uma continuação das investigações que apura as causas da morte de Edisa Soloni, após a jovem realizar um procedimento estético na clínica.

Relembre o caso

Edisa Soloni, de 20 anos, morreu após fazer uma cirurgia estética em uma clínica particular na última segunda-feira (7).

A irmã da jovem, Sâmea Soloni, contou que a vítima foi até a unidade para fazer lipoescultura e o enxerto dos glúteos. Ainda segundo ela, após o procedimento, a irmã começou a passar mal e morreu por embolia pulmonar cinco horas após realizar a cirurgia. 

Sâmea ainda acusou a clínica na demora para socorrer a vítima já que, segundo ela, a irmã começou a passar mal por volta das 16 horas, mas ela só foi socorrida por uma ambulância quatro horas após se sentir mal. 

A clínica se defendeu alegando que apresentaram o alvará de funcionamento do local com autorização para realizar esse tipo de procedimento e também as credenciais médicas do cirurgião.

Além disso, reforçaram que que a ambulância e hospital foram providenciados para prestar socorro. A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o caso. 

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento