Polícia prende três suspeitos de chacina com cinco mortos em MG

Assassinatos teriam sido motivados por disputa no tráfico de drogas em Itabirito (MG); entre os feridos, está uma menina de 2 anos de idade

Chacina deixou cinco mortos e três feridos em Itabirito (MG)

Chacina deixou cinco mortos e três feridos em Itabirito (MG)

Record TV Minas

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu três homens suspeitos de matar cinco pessoas e ferir outras três em Itabirito, a 57 km de Belo Horizonte. A chacina teria sido motivada por disputas relacionados ao tráfico de drogas na cidade.

No dia 8 de agosto, cinco homens, divididos em um carro e uma moto, se dirigiram ao bairro Macacos. Eles entraram na casa e atiraram na direção de todos os que estavam no local. Quatro morreram na residência e um no hospital. Uma criança de dois anos foi ferida, mas passa bem.

Os alvos seriam uma pessoa que está presa e uma outra pessoa que teria sido vítima de uma tentativa de assassinato em maio deste ano. Um dos presos, apontado como mentor do crime, teria idealizado a chacina por conta da disputa por pontos de venda de drogas na cidade.

Veja: Advogado vai a júri popular por tentativa de feminicídio contra ex

De acordo com o delegado Alfredo Rezende Coelho, o aumento na população da cidade e do mercado consumidor pode ter intensificado a disputa.

— Itabirito é uma área em expansão e com a proliferação de condomínios de alto luxo. Com isso, houve o aumento no mercado consumidor e organizações criminosas passaram a visar a cidade, buscando um lucro maior.

Segundo as investigações, a chacina aconteceria cinco dias antes, mas um dos envolvidos foi atingido por um tiro acidental. O grupo resolveu levar o homem a uma unidade de saúde da cidade e se organizaram para cometer o crime no dia 8.

Durante as buscas, foram apreendidos 55 tabletes de maconha. Além dos três presos, outros dois suspeitos já foram identificados e são considerados foragidos.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli