Minas Gerais Polícia vai ouvir suspeito de agredir universitário em bar em Minas

Polícia vai ouvir suspeito de agredir universitário em bar em Minas

Estudante de fisioterapia levou um soco, caiu no chão, teve tramatismo craniano e morreu após briga em Montes Claros (MG)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli e Célio Ribeiro*, do R7

Jovem de 25 anos estudava Fisioterapia

Jovem de 25 anos estudava Fisioterapia

Reprodução / Facebook

O estudante de odontologia suspeito de agredir e matar outro universitário em briga de bar em Montes Claros, a 422 km de Belo Horizonte, será ouvido pela Polícia Civil nos próximos dias. A vítima morreu nesta segunda-feira (11), após passar quase uma semana internado.

De acordo com a Polícia Civil, além do suspeito, outras testemunhas do caso serão intimadas para prestar declarações. Os investigadores também aguardam o resultado dos laudos periciais para a conclusão do inquérito. O órgão não informou um prazo para o término da apuração do caso.

Briga em bar

Segundo testemunhas, Adailson Gomes Mendes, de 25 anos, teria brigado com o outro estudante “por motivo fútil” na última quinta-feira (6). Após ser atingido com um soco na direção da boca, Mendes teria caído e batido a parte de trás da cabeça no chão.

Agentes do Samu (Serviço Móvel de Atendimento Médico) foram acionados e, após constatarem o traumatismo craniano, transferiram a vítima para o Hospital Santa Casa de Montes Claros, onde ficou internado em estado grave até segunda-feira (11), quando morreu.

Segundo as informações do boletim de ocorrência, o suspeito fugiu do local após a briga, mas foi identificado mais tarde com a ajuda de testemunhas. O inquérito aberto pela Polícia Civil está registrado, inicialmente, como lesão corporal.

O Centro Universitário Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros emitiu uma nota de pesar pela morte do estudante e enviou condolências para familiares, amigos e colegas da vítima.

*​Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas