Minas Gerais Prefeitura de Betim (MG) prepara demolição de prédio que tombou

Prefeitura de Betim (MG) prepara demolição de prédio que tombou

Juiz autorizou o município a desmontar o edifício após autoridades não conseguirem contato com a construtora responsável pela obra na Grande BH

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Prédio em construção tombou no dia 18 de novembro

Prédio em construção tombou no dia 18 de novembro

Reprodução/RecordTVMinas

A Prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, iniciou, na manhã desta terça-feira (24), os preparativos para a demolição do prédio que tombou na cidade na última semana.

Engenheiros foram ao local para fazer a vistoria que deve anteceder a desmontagem da estrutura. Ainda não há data definida para a demolição.

A perícia, que deve ficar pronta em até 24 horas, também tenta identificar o que provocou a falha no edifício, conforme explicou a empresa contratada pela prefeitura para fazer a demolição.

O trabalhou dos vistoriadores começou após a Justiça autorizar o município, no final desta terça-feira (24), a realizar a perícia e a demolição, mesmo sem a construtora Abrahim Hamza Construções ser notificada oficialmente sobre as decisões, já que as autoridades não conseguem contato com representantes da empresa responsável pela obra desde a última sexta-feira (19).

No parecer, o juiz Taunier Cristian Malheiros Lima indica que foi “constatado pelos elementos coligidos nos autos o risco concreto iminente de dano irreparável, inclusive à integridade física dos moradores dos prédios e edificações, vizinhos (risco de morte) do perímetro urbano evacuado”.

Procurada, a Prefeitura de Betim informou que ainda não tem uma data marcada para realizar a demolição, caso ela seja necessária.

A reportagem não conseguiu contato com a empresa responsável pela obra. Nesta segunda-feira (23), a advogada que acompanha a construtora disse que a companhia não vai se manifestar por enquanto.

Histórico

Parte do prédio tombou na madrugada da última quarta-feira (18), no bairro Ponte Alta. A rua foi isolada pela PM (Polícia Militar) e todos os imóveis ao redor foram desocupados. Quinze famílias que moram no entorno do edifício que corre risco de cair foram levadas para a casa de parentes.

Na manhã desta segunda-feira, moradores da região relataram à reportagem que ainda é possível ouvir estalos saindo do prédio. Neste domingo (22), a Prefeitura de Betim montou uma central de apoio para os órgãos oficiais que monitoram o local.

Veja a íntegra da nota da Prefeitura de Betim:

"Uma segunda decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, expedida no fim da tarde dessa segunda-feira, 23, autoriza a prefeitura a fazer a demolição parcial do prédio que tombou no bairro Ponte Alta.

No despacho do juiz Taunier Cristian Malheiros Lima, a demolição deve ocorrer de forma imediata. No entanto, é preciso que, antes, seja realizada uma vistoria prévia que indique, se possível, as causas prováveis do desabamento do edifício.

A Procuradoria Geral do Município de Betim já designou que a Comissão de Avaliação de Imóveis da prefeitura vá até o prédio na manhã desta terça-feira, 24, para realizar a vistoria e análise prévia solicitada pelo juiz na decisão. Ainda segundo a procuradoria, se após esse laudo a comissão identificar que não há como recuperar o imóvel e apontar as possíveis causas do acidente, a prefeitura iniciará o processo de demolição do prédio."

Últimas