Minas Gerais Servidores são afastados por fraude em licitação para covid-19 em Minas

Servidores são afastados por fraude em licitação para covid-19 em Minas

Operação Printer fez buscas em empresas de Governador Valadares após investigação do MP e PC sobre supostas fraudes em Mendes Pimentel (MG)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Operação investiga supostas fraudes em licitação em Mendes Pimentel (MG)

Operação investiga supostas fraudes em licitação em Mendes Pimentel (MG)

Reprodução/Google Maps

Servidores públicos da Prefeitura de Mendes Pimentel, cidade de 6 mil habitantes localizada a 390 km de Belo Horizonte, foram afastados após decisão judicial durante uma operação de combate à fraude em licitações e contratos de emergência para combate à covid-19.

Uma força tarefa do MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) e da Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira (14)  mandados de busca contra investigados em meio à Operação Printer. 

Mulher é presa ao tentar vender testes de covid ao Governo de Minas

Foram seis mandados de busca e apreensão em sedes de empresas localizadas em Governador Valadares, a 85 km de Mendes Pimentel. Nos locais foram apreendidos celulares, computadores e documentação relacionada às práticas criminosas sob investigação.

As apurações começaram após a Prefeitura de Mendes Pimentel ter enviado à Promotoria de Justiça de Mantena para que contratos emergenciais relacionados ao combate à pandemia pudessem ser acompanhadas.

A Promotoria de Mantena é uma das 107 que aderiram a um chamado do Ministério Público para aderir à fiscalização da transparência das despesas públicas suportadas com o enfrentamento da pandemia

Últimas