Minas Gerais Sindicato anuncia suspensão da greve dos tanqueiros em MG

Sindicato anuncia suspensão da greve dos tanqueiros em MG

Líder da categoria diz que espera um posicionamento do Governo Estadual em relação às alíquotas de impostos dos combustíveis

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Sindicato aguarda posição do Governo de Minas

Sindicato aguarda posição do Governo de Minas

Diego Vara/Reuters-02/05/2019

O presidente do Sinditanque (Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustível e Derivados de Petróleo de Minas Gerais), Irani Gomes, anunciou, na tarde desta sexta-feira (22), a suspensão da greve dos “tanqueiros” no Estado.

De acordo com Gomes , a categoria aguarda um posicionamento do Governo de Minas em relação à alíquota de impostos dos combustíveis.

Em nota, o Minaspetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais) informou que os caminhões parados nas refinarias de Betim, na Grande BH, já estão sendo abastecidos. A previsão é que o abastecimento em todo o Estado seja normalizado em até 24 horas.

Greve e filas

A suspensão do trabalho dos transportadores de combustíveis em Minas Gerais foi anunciada na manhã de quinta-feira (21). A categoria protesta “contra o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) dos combustíveis em Minas e os altos custos dos combustíveis praticados pela Petrobras”.

Horas após o anúncio, postos na capital e em vários pontos do Estado já registravam filas e alguns deles, com reservatórios menores, acabaram sem produtos para venda. Com a alta procura, alguns postos da capital mineira elevaram o preço do álcool, diesel e gasolina, que chegou a ser vendida por quase R$ 8 o litro. A Polícia Civil realizou uma operação para fiscalizar os preços na capital mineira.

*​Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas