Minas Gerais Sobe para 84 o número de mortos em barragem de Brumadinho

Sobe para 84 o número de mortos em barragem de Brumadinho

Último levantamento da Defesa Civil indicava 65 óbitos, 288 desaparecidos e 390 pessoas localizadas

Lama de rejeitos destruiu casas

Lama de rejeitos destruiu casas

Enzo Menezes / Record TV Minas

A Defesa Civil de Minas Gerais informou na noite desta terça-feira (29) que subiu para 84 o número de mortes causadas pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Grande BH. Até o momento, 276 pessoas seguem desaparecidas e 391 foram localizadas. 

O último levantamento divulgado pelo órgão apontava 65 óbitos, 288 desaparecidos e 390 pessoas localizadas.

No quinto dia de buscas, 290 militares estiveram empenhados na operação. Dos oficiais, 120 são de Minas Gerais e o restante de São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Goiás e Alagoas. Uma tropa com 136 combatentes israelenses também auxilia nas buscas.

A partir desta quarta-feira (30), as equipes de resgate contarão com apoio de outros 80 militares vindos de São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina. Mais quatro aeronaves estarão à disposição da operação.

Segundo o tenente Pedro Aihara, do Corpo de Bombeiros, dos corpos encontrados neste quinto dia de buscas, devem ser de vítimas que estavam no refeitório que foi levado pela lama de rejeitos.

— Acreditamos que os corpos sejam de pessoas que estavam no refeitório devido aos itens de mobiliário e botijões encontrados próximo a eles.

Vale instala barreira de retenção de rejeitos em rio em Pará de Minas