Minas Gerais TJMG derruba medida que liberava empresário de ônibus de ir à CPI

TJMG derruba medida que liberava empresário de ônibus de ir à CPI

Após a decisão, Roberto José Carvalho foi reconvocado a prestar depoimento ao grupo que investiga irregularidades na BHTrans

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Vereadores marcaram depoimento para 25 de agosto

Vereadores marcaram depoimento para 25 de agosto

Kuane Rodrigues / RecordTV Minas

O TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) derrubou, nesta terça-feira (20), o habeas corpus que liberava o empresário do setor de ônibus Roberto José Carvalho de não comparecer aos depoimentos para a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da BHTrans, da Câmara Municipal, que investiga possíveis irregularidades no setor de transporte.

A decisão é do desembargador Antônio Carlos Cruvinel, atendendo a um recurso apresentado pelos membros da CPI. Com o resultado favorável, a comissão convocou Carvalho, pela terceira vez, a depor. O novo encontro ficou marcado para o dia 25 de agosto.

Roberto José Carvalho, dono da Rodopass, uma das empresas que operam no sistema de transporte em BH, depôs à CPI no último dia 7, quando não respondeu às perguntas dos vereadores. Em seguida, ele foi chamado para nova oitiva, mas conseguiu o recurso judicial que o desobrigou de comparecer.

No dia em que o empresário participou da reunião, os vereadores apresentaram documentos que levantam suspeitas que gastos particulares de Carvalho e sua família tenham entrado nos gastos da empresa que foram avaliados na hora de definir o valor da tarifa de ônibus em BH. A reportagem tenta contato com a defesa do empresário.

Últimas