Minas Gerais Uberaba (MG) aguarda chegada de 12 pacientes vindos de Manaus

Uberaba (MG) aguarda chegada de 12 pacientes vindos de Manaus

Pedido foi feito pelo governo federal e a cidade foi escolhida porque está na onda verde do programa Minas Consciente

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com João Pedro Gruppi, da RecordTV Minas

Hospital Regional separou 12 leitos para receber pacientes vindos de Manaus

Hospital Regional separou 12 leitos para receber pacientes vindos de Manaus

Reprodução/Google Maps

O Hospital Regional de Uberaba separou uma ala para receber 12 pacientes que serão transferidos, neste sábado (23), de Manaus para a cidade do Triângulo Mineiro, a 480 km de Belo Horizonte.

O pedido foi feito pelo governo federal e Uberaba foi escolhida para receber os pacientes porque está localizada na única região do Estado na onda verde do programa Minas Consciente. 

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, nesta sexta-feira (22). Em uma rede social, ele agradeceu à cidade de Uberaba e que a ação seria um esforço conjunto do Governo de Minas, a prefeitura municipal e a FAB (Força Aérea Brasileira).

Proposta

De acordo com a Prefeitura de Uberaba, as autoridades avaliaram as opções e decidiram receber 12 dos 18 pacientes que viriam da capital manauara. De acordo com a prefeita Elisa Araújo, o Hospital Regional dispõe de uma ala específica com essa quantidade de leitos para ser disponibilizada imediatamente.

Os pacientes serão atendidos em uma ala isolada e passarão por testes. A preocupação da prefeitura é evitar que eles estejam contaminados com uma nova cepa do coronavírus e que ela seja disseminada pela cidade.

Ao receber o pedido do Governo de Minas para receber os pacientes, a Prefeitura de Uberaba pediu a habilitação imediata de mais 20 leitos de UTI covid e a revisão da quantidade de vacinas enviadas á cidade.  De acordo com a prefeitura, os pedidos foram acatados.  

O Hospital Regional de Uberaba conta, hoje, com 143 leitos, sendo 40 deles de terapia intensiva e 103 de enfermaria. 

A Prefeitura de Uberaba também decidiu suspender as cirurgias eletivas e transferir os pacientes internados com outras doenças, que não a covid, para outras unidades de saúde. 

Manaus

Na última semana, tanto o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), quanto o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmaram que receberiam pacientes vindos da capital do Amazonas. 

Em uma publicação em sua rede social, Zema disse que o Estado cederia leitos de UTI pediátrica para receber bebês prematuros internados em hospitais de Manaus. Na ocasião, havia a preocupação de falta de oxigênio nas unidades, o que poderia causar a morte dos bebês. Horas depois, Zema voltou atrás e disse que o governo federal recuou sobre o pedido. 

Já o prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou ter separado cinco leitos de UTI pediátrica no hospital da Santa Casa. Os pacientes também não chegaram a ser transferidos para a capital mineira. 

Últimas