Minas Gerais Vereador do ES suspeito de mandar matar ativista é preso em BH

Vereador do ES suspeito de mandar matar ativista é preso em BH

Waldeir de Freitas Lopes (PTB) teria envolvimento no assassinato de Jonas Soprani, ex-candidato a vereador de Linhares

Vereador é suspeito de ordenar assassinato

Vereador é suspeito de ordenar assassinato

Divulgação / Waldeir de Freitas

Um vereador de Linhares, no Espírito Santo, foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira (29) em Belo Horizonte. Waldeir de Freitas Lopes (PTB) é suspeito de envolvmento no assassinato do ativista e ex-candidato a vereador Jonas Soprani (PSB).

De acordo com a corporação, o suspeito estava hospedado em um hotel na região Central da capital mineira. Uma equipe da Polícia Civil do Espírito Santo veio até Belo Horizonte e realizou a transferência do político para o município do litoral capixaba.

O ativista político Jonas Soprani foi morto a tiros no dia 23 de junho deste ano, em um bar em Linhares. Segundo testemunhas, vários disparos teriam sido feitos, tendo como alvo o ex-candidato a vereador. Soprani era conhecido no município por postar vídeos em que afirmava fiscalizar as ações da prefeitura e da câmara. Ele já havia protocolado, pelo menos, duas denúncias contra vereadores e contra o prefeito na Casa Legislativa.

Segundo o delegado Fabrício Lucindo, da Polícia Civil do Espírito Santo, Waldeir de Freitas Lopes é apontado como o mandante do crime. Um dos atiradores e o intermediador do assassinato foram presos, enquanto um segundo executor segue foragido. O inquérito policial será encaminhado à Justiça.

A reportagem tenta contato com a Câmara Municipal de Linhares e com a defesa de Waldeir de Freitas

Últimas