Minas Gerais Vereadora mais votada de BH denuncia ameaças de morte

Vereadora mais votada de BH denuncia ameaças de morte

Duda Salabert afirma que desconhecido disse, em e-mail, que irá invadir a escola onde a parlamentar eleita trabalha para atirar contra ela e os alunos

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Duda foi a vereadora mais votada da cidade

Duda foi a vereadora mais votada da cidade

Divulgação / Campanha

Duda Salabert (PDT), vereadora eleita de Belo Horizonte, denuncia ter recebido ameaças de morte em e-mail enviado por desconhecido, nesta quinta-feira (3).

A parlamentar que foi eleita com o maior número de votos da história da cidade relata que o autor da mensagem disse que vai atirar contra a vereadora e os alunos dela, na escola particular onde ela dá aulas de literatura, em Belo Horizonte.

Na mensagem, o autor se refere a Duda, que é uma mulher trans, como "vereador". "Enquanto você ganha um salário de vereador, eu estou desempregado, minha esposa está com câncer de mama e vivendo de auxílio emergencial", escreveu.

"Eu juro, mas eu juro que vou comprar duas pistolas 9 milímetros no Morro do Engenho, aqui no Rio de Janeiro, vou esperar as aulas presenciais voltarem, vou invadir uma sala de aula do Bernoulli [colégio] e vou matar todas as v****, todos os negros (que, infelizmente serão bem poucos, um ou dois cotistas) e depois vou te matar", completa.

O autor das mensagens ainda ameaça atacar os donos e diretores do Colégio Bernoulli e fala em explodir veículos no local.

Em publicações feitas nas redes sociais, Duda disse que irá procurar a polícia ainda nesta sexta-feira (4) para denunciar o caso. Ela afirma que não é a primeira vez que recebe ameaças após ser eleita.

Procurada pela reportagem, a direção do Colégio Bernoulli informou que "a questão já foi direcionada às autoridades competentes para que sejam tomadas as providências cabíveis". A instituição reafirmou que vai acompanhar os desdobramentos do caso e que "repudia qualquer tipo de violência, preconceito e ódio".

Últimas