Vigia premeditou ataque à creche para o aniversário de morte do pai

Autor disse à família que 'daria um presente a todos, se matando em breve'

A Polícia Civil de Minas Gerais informou, na noite desta quinta-feira (5), que o vigia que ateou fogo no próprio corpo e em dezenas de pessoas, sendo a maioria crianças, em uma creche de Janaúba (MG), premeditou o crime e teria planejado, simbolicamente, executá-lo no aniversário de morte do pai dele.

O ataque aconteceu na manhã de hoje e deixou 30 vítimas, sendo 26 crianças e quatro adultos (leia nota na íntegra abaixo). Deste total, seis crianças, uma professora e o autor do ataque morreram. As informações são do Corpo de Bombeiros.

Entre os feridos, 12 crianças com queimaduras nas vias aéreas foram levadas para o Hospital Santa Casa de Montes Claros.

Outras seis crianças foram transferidas para Belo Horizonte, sendo que infelizmente duas morreram no deslocamento entre Montes Claros e a capital mineira.

Cinco crianças permaneceram no hospital Fundajan, localizado em Janaúba, assim como os outros três adultos machucados — entre eles, a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que moreu no final da noite.

O crime

Segundo testemunhas, Damião Soares Santos, de 50 anos, teria abraçado as crianças com o corpo em chamas. River Ramos, sargento da Polícia Militar que está na cidade, afirma que o suspeito estava afastado da escola infantil por problemas psicológicos e teria ido à creche para conversar com a diretora. As investigações apontam que, além dos problemas mentais, o vigia e vendedor de sorvetes era obcecado por crianças.

Buscas foram feitas na casa de Santos e foram encontrados galões de combustível no local. Segundo a polícia, ele disse à família, na última terça-feira (3), que se mataria em breve, dando um presente a todos.

Leia a nota completa da Polícia Civil de Minas Gerais:

"Em atendimento à tragédia ocorrida nesta manhã em Januária, no Norte do Estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que foram necropsiados e liberados os corpos de quatro crianças e um adulto. As crianças são: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz David Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva, todas de 4 anos, além do autor do crime, Damião Soares dos Santos. Segundo as investigações, o crime foi premeditado e, através de diligências, foram encontrados na residência do autor galões com combustível. Também foi apurado que Damião marcou simbolicamente a data, pois há três anos seu pai faleceu. Ele também disse à família, na última terça-feira (3), que daria um presente a todos, se matando em breve. As investigações também apuraram que ele tinha problemas mentais e era obcecado por crianças. Além de todo o trabalho de inteligência e perícia realizado para apurar a premeditação do crime, o helicóptero da PCMG está à disposição para atendimento às vítimas. O Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral João Octacílio Silva Neto, foi para a cidade de Janaúba, junto com o Governador, e acompanhou as investigações e os serviços da PCMG."

Estado de saúde das vítimas de Janaúba, segundo o Corpo de Bombeiros:

TOTAL DE VÍTIMAS: 30, sendo 26 crianças e 4 adultas.
VÍTIMAS FATAIS: 6 crianças e 2 adultos (professora que enfrentou o suspeito e o próprio autor do ataque)
FERIDOS: 21 crianças e 2 adultos

* Pablo Nascimento, estagiário do R7 MG.