Minas Gerais Zema quer conceder 2,5 mil km de estradas à iniciativa privada

Zema quer conceder 2,5 mil km de estradas à iniciativa privada

Expectativa é de que os sete lotes do Programa de Concessões Rodoviárias gerem 8,5 mil empregos e R$ 7 bilhões aos cofres do Estado 

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Zema lançou programa na Cidade Administrativa

Zema lançou programa na Cidade Administrativa

Renato Cobucci/Imprensa MG

O Governo de Minas pretende conceder à iniciativa privada 2,5 mil km de estradas estaduais a partir do fim deste ano. A expectativa do Programa de Concessões Rodoviárias, lançado nesta sexta-feira (31) pelo governador Romeu Zema (Novo) é arrecadar R$ 7 bilhões com a concessão de sete lotes de rodovias e gerar 9,5 mil empregos diretos e indiretos. 

Conforme o programa, as concessões devem durar entre 25 e 30 anos. A expectativa é que os primeiros leilões sejam realizados até o final deste ano. Minas Gerais possui a maior malha rodoviária do Brasil, com mais de 273 mil km de estradas, entre vias municipais, estaduais e federais, o que representa cerca de 16% do total de estradas do país.

De acordo com Zema, a infraestrutura é um gargalo que impede o desenvolvimento do Estado e que rodovias melhores, duplicadas e mais seguras serão atrativo para mais investimentos. 

— A infraestrutura é essencial para o desenvolvimento econômico, e um Estado na situação financeira de Minas não tem condições mínimas de fazer novos investimentos. Esse nosso programa de concessões vem ao encontro dessa realidade, nós temos de ser realistas e fazermos aquilo que é viável para o Estado

De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, para o lançamento do programa, a pasta certificou-se de que os trechos contemplados no programa são sustentáveis, bem como as extensões dos trechos e as principais intervenções necessárias em cada uma delas. 

Agora, a secretaria deve realizar as atualizações de dados e estudos para complementar as informações, como a quantidade de postos de pedágio e o preço estimado para o consumidor. "Qualquer definição precisa referente a pedágio depende, porém, diretamente destes estudos, que ainda serão feitos", diz a secretaria.

Conheça os trechos que fazem parte do programa:

1 - MG-424
Rodovias: MG-010 e MG-424
Extensão: 51 km
Estimativa de arrecadação: R$ 450 milhões

2 - Triângulo Mineiro
Rodovias: BR-452, BR-462, MG-190 e LMG-798
Extensão: 488,5 km
Estimativa de arrecadação: R$ 1,5 bilhão

3 - Pouso Alegre-Itajubá
Rodovias: BR-459, BR-146, MG-295, MG-455, MG-459, MG-347 e MG-173
Extensão: 379,5 km
Estimativa de arrecadação: R$ 1,2 bilhão

4 - Varginha-Furnas
Rodovias: BR-491, BR-265, BR-369 e MG-167
Extensão: 434,5 km
Estimativa de arrecadação: R$ 1,2 bilhão

5 - São João Del-Rei
Rodovias: BR-265, BR-383, MG-332, MG-155
Extensão: 376,7 km
Estimativa de arrecadação: R$ 909 milhões

6 - Itapecerica-Lagoa da Prata
Rodovias: BR-494. BR-354, MG-164, MG-260, MG-170, MG-429 e MG-439
Extensão: 469,9 km
Estimativa de arrecadação: R$ 838 milhões

7 - Ouro Preto
Rodovias: BR-356, MG-262, MG-329, BR-120
Extensão: 242,4 km
Estimativa de arrecadação: R$ 936 milhões

Últimas