Política Flávio Bolsonaro entrega pedido de desfiliação do PSL

Flávio Bolsonaro entrega pedido de desfiliação do PSL

Sigla ainda não recebeu nenhum pedido para desfiliação de Jair Bolsonaro. Partido realiza convenção nesta terça para eleger 15 membros da Executiva

Flávio Bolsonaro

Flávio Bolsonaro

Redes sociais

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) pediu desfiliação do PSL na segunda-feira (18). A informação foi confirmada pela assessoria do senador.

Na quinta-feira (21), o parlamentar irá participar da reunião do Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro tenta criar.

Apesar de o filho já ter se adiantado à saída do PSL, a sigla presidida pelo deputado Luciano Bivar (PE) ainda não recebeu nenhum pedido para a desfiliação de Jair Bolsonaro.

Nesta terça-feira (19), o PSL realiza uma convenção nacional em sua sede em Brasília. A legenda elegerá os 15 membros da Executiva Nacional, incluindo presidente e dois vices.

A tentativa é reorganizar a casa, após a crise interna da legenda que culminou com o anúncio da saída de Bolsonaro na semana passada.

Leia também: Racha do PSL é melhor coisa que ocorreu, diz líder do governo

Com a reunião desta quarta, o comando do PSL deve seguir nas mãos de Luciano Bivar e as mudança será a vice-presidência, que agora deve ficar a cargo de Júnior Bozzella (SP).

O deputado paulista pode ainda abocanhar a presidência do diretório estadual de São Paulo, no lugar de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Leia também: Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação do Aliança pelo Brasil

Já o comando do diretório do Rio de Janeiro, hoje nas mãos de Flávio Bolsonaro, ainda está em aberto. A convenção desta terça-feira deve terminar às 14h.

A expectativa é de que o Conselho de Ética do PSL comece a proferir sentença dos 19 acusados de infidelidade a partir do dia 26 de novembro.