[Avaliação] Ford Ka 1.5 automático é o polivalente da Ford

Hatch atua numa ampla faixa de preços e se consolidou como segundo carro mais vendido do país: avaliamos a versão 100 anos

Em 2019 a Ford conseguiu uma marca expressiva com o polivalente Ka. A montadora americana conseguiu colocar o hatch em segundo lugar entre os modelos mais vendidos do país: foram 104.338 unidades comercializadas. Longe do líder Chevrolet Onix, mas em uma confortável vice-liderança, o Ka também foi o carro importante em um portfólio enxuto da Ford uma vez que o Fiesta e o Focus saíram de linha emancipando o compacto para atuar desde a faixa dos R$ 45 mil até R$ 73,2 mil.

Os motivos segundo a própria Ford são os mesmos que levam qualquer consumidor a um carro de entrada

Os motivos segundo a própria Ford são os mesmos que levam qualquer consumidor a um carro de entrada

Marcos Camargo

Os motivos segundo a própria Ford são os mesmos que levam qualquer consumidor a um carro de entrada: preço acessível, custo de manutenção baixo e bom espaço interno.

Levamos para as ruas a edição especial do Ka alusivo aos 100 anos da Ford no Brasil.

Levamos para as ruas a edição especial do Ka alusivo aos 100 anos da Ford no Brasil.

Marcos Camargo

Ford Ka 100 anos

Levamos para as ruas a edição especial do Ka alusivo aos 100 anos da Ford no Brasil. O modelo está disponível nas concessionárias por R$ 65.990 em cor única, azul Belize, rodas, maçanetas e teto na cor preta e interior com detalhes exclusivos da versão.

No dia a dia, o motor 1.5 se faz presente com boa economia de combustível (registramos uma média de 9,4km/l na gasolina)

No dia a dia, o motor 1.5 se faz presente com boa economia de combustível (registramos uma média de 9,4km/l na gasolina)

Marcos Camargo

No dia a dia, o motor 1.5 se faz presente com boa economia de combustível (registramos uma média de 9,4km/l na gasolina) e esperto quando o assunto é saída e retomada. Os 136cv de potência se mostram presentes a partir de 2.500rpm e o câmbio automático de seis marchas fecha o bom pacote mecânico funcionando sem sustos e com boa relação para empurrar com folga o compacto. Apesar da potência extra o carro não conta com controle de tração e estabilidade.

A suspensão é bem ajustada para a cidade, o que torna o trajeto tranquilo para os ocupantes do veículo

A suspensão é bem ajustada para a cidade, o que torna o trajeto tranquilo para os ocupantes do veículo

Marcos Camargo

A suspensão é bem ajustada para a cidade, o que torna o trajeto tranquilo para os ocupantes do veículo porém o curso continua curto e nas valetas o impacto é certo especialmente para quem viaja no banco traseiro.

O sistema multimídia do Ford Ka é um dos melhores da categoria. O SYNC 3 tem poucas cores, o que deixa um visual mais leve e com boa funcionalidade. O sistema tem interação com Android Auto e Apple CarPlay. A parte negativa fica por conta da ausência da câmera de ré e sensor de estacionamento, algo esperado para um carro deste valor.

O Ka 100 anos custa R$ 65,9 mil, muito mais do que os R$ 57 mil cobrados pela versão SE automática com o mesmo motor 1.5 e abaixo dos R$ 68.390 cobrados pelo Freestyle de apelo aventureiro. O Ford Ka 1.0 custa a partir de R$ 45 mil, mas pode ser encontrado facilmente com descontos por R$ 43,9 mil.

Com o fim da linha para Ford Fiesta e Focus, o Ka se tornou o único hatch e sedan da montadora.

Com o fim da linha para Ford Fiesta e Focus, o Ka se tornou o único hatch e sedan da montadora.

Divulgação

Importante para a marca

Com o fim da linha para Ford Fiesta e Focus, o Ka se tornou o único hatch e sedan da montadora. Com as vendas subindo dia a dia a Ford consolida cada vez mais o Ka na segunda posição entre os modelos mais vendidos do Brasil.

A Ford trabalha com o Ka em uma ampla faixa de preço. Com preços a partir de R$ 45.590 o hatch que é fabricado em Camaçari, na Bahia é também um modelo bem procurado por locadoras de automóveis.

Apesar de modelos compactos não serem o foco da Ford, esse também foi um dos motivos que o Fiesta e o Focus foram descontinuados, o compacto deve receber mudanças ainda em 2020 tendo em vista que seus principais concorrentes Onix e HB20 mudaram recentemente. A Ford já deixou claro que pretende trabalhar apenas com SUVs e picapes. Mas em um mercado como o Brasil, onde 60% das vendas estão concentradas nos carros pequenos, há muita demanda para um carro que já tem bom tempo de mercado mas se mostra polivalente na função que vem cumprindo com sucesso.

*Com a colaboração de Guilherme Magna