Ford Territory inicia pré-venda no Brasil: R7 já andou na novidade

Crossover chega importado da China e se destaca pelo conforto e tecnologia mas sem surpreender no desempenho

Marcos Camargo Jr

A Ford lança hoje no Brasil o crossover médio Territory, modelo que chega importado para concorrer no segmento de produtos como o Jeep Compass, Volkswagen Tigual AllSpace, Peugeot 3008, Toyota RAV4 e Chevrolet Equinox com a receita de um modelo bem equipado e tecnológico para um segmento onde a marca não atuava. 

Interior do crossover é refinado e diferente do padrão oferecido pela marca no Brasil

Interior do crossover é refinado e diferente do padrão oferecido pela marca no Brasil

Marcos Camargo Jr

Em duas versões, a SEL (R$ 167,9 mil) e a Titanium (R$ 187,9 mil), o Territory é um produto adequado ao porte dos seus competidores com 4,58m de comprimento. 1,93m de largura, 1,67m de altura e tem 2,71m de entre-eixos. Em termos de motorização a novidade estreia o 1.5 turbo de 150cv com 22,9kgfm de torque (entre 1.500 e 4.000rpm) associado ao câmbio CVT com suspensão indepedente do tipo McPherson na dianteira Multilink na traseira, controle de estabilidade e tração, seis airbags e freios a disco nas quatro rodas com uma extensa lista de itens de série (abaixo).

Ford Divulgação

Em termos de design o modelo fabricado na China pela Jiangling é baseado no Yusheng S330. Traz uma nova linguagem de design arredondado mas já com o facelift recém apresentado em seu país de origem com grade pintada em preto brilhante, conjunto ótico em LED, lateral ascendente e grandes lanternas traseiras, tudo com muitos itens cromados. 

Traseira traz linhas mais retas como parte da nova linguagem de design proposta pela marca

Traseira traz linhas mais retas como parte da nova linguagem de design proposta pela marca

Ford Divulgação

Na prática

O R7-Autos Carros testou o novo Ford Territory que acaba de chegar ao país ao longo de uma semana por cerca de 500 quilômetros. Por se tratar de um modelo importado e, portanto mais caro, o crossover impressiona pelo conforto e bom nível de equipamentos.

Marcos Camargo Jr

O interior é claro na versão Titanium com destaque para o teto solar panorâmico elétrico, os bancos em couro confortáveis e o largo console central com superfície em preto brilhante. Este perfil é inspirado em modelos mais caros e nisso o Territory é competente e a sensação de qualidade impressiona: botões, o toque frio dos metais e o couro tornam a vida a bordo confortável mesmo com detalhes um pouco fora de moda como a superfície que imita madeira. Com 2,71m de entre-eixos chega a ser possível cruzar as pernas no banco de trás do Territory. O porta-malas tem 348 litros mas é possível acomodar até 420 litros usando o segundo nível do compartimento o que é adequado diante dos competidores.

Marcos Camargo Jr

Ao ligar o Territory o motor 1.5 se mostra silencioso e eficaz e o trabalho da suspensão foi bem tropicalizado com rodar confortável e bom curso de amortecedores e molas, diferente do que se esperava de um veículo fabricado na China. O torque do motor de 150cv aparece muito cedo, a partir das 1.500rpm, e na cidade torna o crossover ágil embora a direção elétrica fique leve demais o tempo todo. O ajuste de altura e profundidade da direção, porém, tem curso ruidoso e não causou boa impressão mas é compensado por outros elementos que mostram neste primeiro contato bom nível de montagem.

Ford Divulgação

Na estrada o Territory arranca com agilidade mas se mostra competente nas rotações mais baixas. Acima das 4.000 rotações é clara a falta de fôlego o que mostra um ajuste mais correto para a cidade ainda que seja possível viajar com o crossover sem qualquer dificuldade. Será preciso ter atenção nas ultrapassagens dosando o acelerador para que o torque fique disponível dentro da faixa das 1.5000 a 4.000rpm. O câmbio CVT simula oito marchas, é fácil de usar e responde bem mas nas reduções fortes demora a "entender" a intenção do motorista. Nas curvas o acerto foi muito bom mesmo não tendo tração integral mas usando um avançado sistema de controle denominado AdvanceTrac.

Nível de equipamentos surpreende

Ford Divulgação

Como um modelo familiar o Territory vem bem equipado e surpreenderá seus concorrentes no quesito tecnologia. Estreia a central multimídia SYNC Touch com tela multifuncional de 10 polegadas e interface dividida em quatro quadrantes personalizável. Tem conectividade com fio e sistemas Android Auto e Apple CarPlay onde também funciona sem qualquer conexão física, blutetooth e seis alto falantes. Todas as funcionalidades estão disponíveis no aplicativo Fordpass Connect que traz partida remota com acionamento do ar-condicionado, travamento e destravamento remoto do veículo entre outras funções. 

Interior tem opção de luz ambiente com diversos tons à escolha na multimídia

Interior tem opção de luz ambiente com diversos tons à escolha na multimídia

Ford Divulgação

Na versão Titanium testada há itens como carregamento sem fio de celular, Câmera 360 graus com visualização panorâmica, Piloto automático adaptativo com Stop and Go, frenagem automática, alerta de ponto cego e mudança de faixa e sistema de estacionamento automático. 

Pré venda com revisões incluídas no valor final

Com entre-eixos de 2,71 espaço traseiro é farto e ainda sobra porta-malas

Com entre-eixos de 2,71 espaço traseiro é farto e ainda sobra porta-malas

Ford Divulgação

O Territory entra hoje em pré-venda com valor de reserva de R$ 5.000. Para os 250 primeiros compradores há um  pacote de vantagens que inclui as três primeiras revisões grátis e um ano de seguro, entrega do veículo em casa com o serviço de desinfecção Ford Clean. A Ford oferece três anos de garantia para o seu crossover e promete o menor custo de manutenção da categoria incluindo custos de revisão, peças e seguro.

Ford Divulgação

O Ford Teritorry chega para competir com o líder Jeep Compass que só em julho vendeu 4.786 unidades, mas também com modelos de porte médio como o Chevrolet Equinox, Volkswagen Tiguan AllSpace, Mitsubishi Eclipse Cross, Toyota RAV4 (vendida somente na versão híbrida), Peugeot 3008 e Caoa-Chery Tiggo 7.