Autos Carros Produção de motos têm o melhor resultado desde 2015, diz Abraciclo

Produção de motos têm o melhor resultado desde 2015, diz Abraciclo

Foram produzidas mais de 780 mil motocicletas entre janeiro e agosto

  • Autos Carros | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Vendas no mês passado tiveram retração de 9% em comparação com julho
  • Entre os meses de janeiro e agosto, foram emplacadas 732.155 unidades
  • Mês passado teve 123.722 motos fabricadas
  • Apenas em agosto foram licenciadas 102.463 motocicletas
Previsão é que 1,2 milhão motocicletas saiam das linhas de montagens neste ano

Previsão é que 1,2 milhão motocicletas saiam das linhas de montagens neste ano

MARCOS CAMARGO JR. 02.03.2021

Segundo a Abraciclo, a produção de motocicletas no país teve o melhor resultado nos últimos seis anos, uma vez que no acumulado de 2021 teve 787.610 unidades fabricadas, o que representa crescimento de 33,8% contra o mesmo período do ano passado, que teve 588.495 unidades produzidas. Apenas 2015 foi melhor com 913.972 motos manufaturadas entre janeiro e agosto.

HONDA ADV NA TERRA! Scooter faz off-road? Rodei 1.000km com a novidade: preço, consumo e desempenho. Veja o vídeo!

Em relação ao mês de agosto, a entidade registrou 123.722 motos fabricadas, o que representou alta de 30,2% contra julho, quando saíram de linha de produção 95.025 unidades. O mês passado só foi superado por março deste ano, que teve 122.556 motocicletas produzidas. De acordo com a associação, a previsão é que 1,2 milhão motocicletas saiam das linhas de montagens neste ano.

HONDA CG 2022: mudanças principais da moto mais vendida do país. Veja o vídeo!

Já as vendas no mês passado tiveram retração de 9% em comparação com julho. Apenas em agosto foram licenciadas 102.463 motocicletas e no mês anterior 112.538 unidades. Contudo, entre os meses de janeiro e agosto, foram emplacadas 732.155 unidades, o que corresponde a alta de 37,8% em comparação com o mesmo período do ano passado, que teve 531.250 unidades vendidas.

*Em colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas