Autos Carros Saída da Ford não deve impactar preços de peças no país

Saída da Ford não deve impactar preços de peças no país

Com milhões de unidades produzidas, demanda por componentes seguirá alta. Código de Defesa obriga empresa a cumprir garantias

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, a marca é obrigada a cumprir o prazo de garantia

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, a marca é obrigada a cumprir o prazo de garantia

Divulgação/Ford

O anúncio do fechamento das três fábricas da Ford em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), onde são feitos os veículos da Troller (empresa do grupo), trouxe uma incógnita a respeito do preço das peças de reposição e da manutenção dos veículos agora descontinuados pela marca.

FORD - MOTIVO da saída e HISTÓRIA da marca no Brasil. Veja o vídeo!

Importante lembrar que, segundo o Código de Defesa do Consumidor, a marca é obrigada a cumprir o prazo de garantia, que é de três anos, para toda a linha de veículos, incluindo Ka, Ka sedan e EcoSport além da Ranger, Territory e Edge. Até mesmo serviços já previstos como Assistência 24h – Ford Assistance, não podem ser alterados segundo a legislação.

Componentes nacionais

No caso dos carros que eram fabricados aqui, como o Ka, Ka sedan e EcoSport, poucos componentes são importados. Boa parte das peças mecânicas, como amortecedores, buchas, sistemas de alimentação do motor, e até partes, como para-choques, vidros e forrações, são feitas no Brasil.

FIM DA FORD NO BRASIL? Ka e EcoSport sairão de linha! Saiba tudo. Veja o vídeo!

O R7 consultou três fabricantes que afirmaram de forma unânime que a atual demanda de peças para a fábrica já não era muito grande. A maioria dos componentes já era oferecida para grandes distribuidores de peças o que não mudará nem o preço nem a disponibilidade.

Ford produziu pouco mais de 1,3 milhão de unidades Ka

Ford produziu pouco mais de 1,3 milhão de unidades Ka

Divulgação/Ford

Como estes veículos sempre foram modelos de alto volume de produção, sempre houve uma demanda grande para peças com farta disponibilidade. Ao longo dos anos a Ford produziu pouco mais de 1,3 milhão de unidades de Ka, 500 mil EcoSports (da atual geração) e dois milhões de unidades do extinto Fiesta.

Boa parte das peças mecânicas é feita no Brasil

Boa parte das peças mecânicas é feita no Brasil

Divulgação/Bosch

Itens importados

No caso dos componentes importados, há distribuidoras e autopeças com estrutura física e virtual. Modelos já antigos, fora de linha, como Explorer, F150, Taurus e Mondeo, sempre têm peças disponíveis. A variável fica por conta do dólar, que só em 2020 subiu 30%, afetando diretamente o valor de componentes importados.

Últimas