[Teste] Andamos com a nova geração do Audi Q3 2020

SUV premium traz novo visual e aposta na tecnologia embarcada mantendo motor 1.4 turbo 

A Audi apresentou essa semana a nova geração do Audi Q3 que chega importada da Hungria e que conhecemos em novembro do ano passado, quando a marca iniciou a pré venda do crossover. Desta vez o R7 Autos-Carros testou a versão que está chegando às concessionárias como um novo momento após sua chegada aqui em 2012. O novo Audi Q3 completa a família Q, composta atualmente pelos modelos Q5, Q7 e Q8. A partir de maio, a linha de SUVs receberá o Audi e-tron, primeiro modelo 100% elétrico da marca no Brasil.

Guilherme Magna

O novo Q3 cresceu em todas as dimensões e está posicionado no segmento superior dos SUVs compactos. Ele tem 4.48 metros de comprimento e 1.85 metros de largura. Respectivamente 97 milímetros e 25 milímetros maior que a geração anterior. Sua distância entre-eixos também está maior: agora são 2.68 metros sendo mais generoso para quem viaja no banco de trás.

A nova geração incorpora a atual linguagem de design da família Q, apresentada no Brasil com o Audi Q8. Na parte frontal uma das principais mudanças está na grade Singleframe, que passa a ter desenho octogonal. Como um todo o carro parece maior que os 9,7cm a mais em relação ao antigo.

Guilherme Magna

Nas laterais, a linha de ombro fornece uma impressão mais robusta sobre os arcos das rodas. Suportadas por um longo aerofólio de teto, que também acompanha o vidro traseiro na lateral, as colunas C têm inclinação acentuada na linha da carroceria e criam uma aparência de impulso à frente.

Visto de trás, os novos faróis chamam a atenção pela proporção maior e se dividir entre a carroceria e a tampa do porta-malas. Todas as versões contam com roda de liga leve exclusiva, mas com tamanhos diferentes: a versão Prestige é de 17”, a Prestige Plus de 18” e a Black de 19”.

Ao todo nove cores externas podem ser escolhidas: Branco Ibis, Laranja Pulse, Prata Florete, Cinza Cronos, Preto Mito, Cinza Nano, Branco Geleira, Azul Cosmos e Vermelho Tango.

Guilherme Magna

Por dentro um dos principais destaques é a divisão de espaço. Os bancos traseiros são corrediços de série e podem ser movidos para a frente em 150 milímetros. Os passageiros do banco de trás têm a opção de um descansa-braço central que acomoda dois porta-copos e os encostos. Ainda falando em dimensões o porta malas é outro ponto positivo do SUV. com 530 litros: o maior da categoria. Dependendo da posição dos bancos e encostos, a capacidade do compartimento de bagagem aumenta de 530 para 675 litros. Com os encostos totalmente rebatidos, o volume salta para 1.525 litros.

O painel também apresenta o desenho Singleframe com visual na cor preta. E assim como nos A6, A7 e Q8, o novo Audi Q3 incorpora como elemento central o novo conceito do MMI com display de 8,8” sensível ao toque. Além disso, o veículo vem também com controle por voz que compreende linguagem cotidiana e câmera de ré em todas as suas versões.

O acabamento é bom e transmite elegância, com materiais em Soft touch e costura aparente, o que mostra a preocupação perceptível que da Audi com a experiência dos ocupantes dentro do veículo.

Guilherme Magna

Sob o capô o novo Audi Q3 apresenta motorização 1.4 TSI a gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbocompressão, que entrega potência de 150 cv e 250 Nm de torque. A transmissão é de dupla embreagem S tronic, que proporciona mudanças rápidas das seis marchas. Se por um lado o conjunto mecânico é o mesmo, por outro o ajuste do câmbio e da suspensão torna o carro evoluído.

Como anda?

Avaliamos o Q3 por cerca de 200 quilômetros em trechos urbanos, de estrada e off road e a mudança na suspensão é sentida já dentro da cidade. Totalmente nova, o carro apresenta um conforto maior ao passar por buracos e lombadas mesclando precisão e curso suficiente para devolver o conforto. Quando o assunto é estrada, os impactos com o solo se tornam imperceptíveis. Um ponto importante para citar é o isolamento acústico do carro, que torna qualquer barulho externo e de motor inaudível a não ser em altas rotações. O câmbio de dupla embreagem pode ser manejado pelo shift paddle e junto com a direção elétrica e o volante idêntico ao do Q8, traz a experiência precisa de guiar um Audi

Guilherme Magna

Os trechos off-road merecem um capítulo a parte. Apesar da tração 4x2 ele mostra alguma disposição em trechos de terra, o que foi útil em trechos chuvosos ou lamacentos que testamos no percurso. Nos cinco modos de condução é perceptível a diferença de ajustes, outro ponto positivo.

Os pneus hankook aro 19” que equipam a versão Black, testada pelo R7, tem apelo urbano mas se comportou bem nos trechos de terra e lama sem muito abuso.

Em termos de tecnologia o painel digital Virtual Cockpit e a multimídia mostram o passo à frente da Audi rumo aos compradores mais jovens e conectados.

Guilherme Magna

Mercado

O novo Q3 chega ao mercado com preços competitivos mas vê fortes concorrentes, como o Volvo XC40, BMW X1 e o Mercedes GLA 200. O primeiro tem a seu favor a marca que está em forte ascensão no Brasil e pode dar trabalho para o modelo alemão por custar menos. Já o Mercedes GLA 200 entre os concorrentes citados é o que mais está defasado em tecnologia. Já o BMW acaba de passar por facelift o que deve mantê-lo competitivo por um bom tempo.

Preços

Audi Q3 Prestige – A partir de R$ 179,9 mil
Audi Q3 Prestige Plus – A Partir de R$ 189,9 mil
Audi Q3 Black – A partir de R$ 209,9 mil

*Com a colaboração de Guilherme Magna