Autos Carros Vendas de veículos caíram 26% em 2020: dezembro foi melhor mês do ano

Vendas de veículos caíram 26% em 2020: dezembro foi melhor mês do ano

Dados do Renavam mostram que tombo foi bem menor do que previam entidades; novas projeções serão divulgadas na próxima semana

Resumindo a Notícia

  • País fabricou 2,06 milhões de veículos em 2020
  • Queda esperada era de 40% devido à crise do Coronavírus
  • Fábricas chegaram a parar por quatro meses
  • Dezembro foi o melhor mês de vendas com 244 mil unidades
Vendas de veículos: queda menor do que o esperado por entidades ao longo de 2020

Vendas de veículos: queda menor do que o esperado por entidades ao longo de 2020

Getty Images

As vendas de automóveis novos sofreram uma queda acentuada ao longo do ano de 2020 por conta da pandemia do coronavírus. Apesar da redução de 26,2% no volume de vendas no ano de 2020, dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) mostram que 2,06 milhões de veículos foram fabricados e vendidos em todo o país no ano passado. Isso inclui carros de passeio, comerciais leves, ônibus e caminhões.

Concessionárias acompanharam fechamento das fábricas entre março e julho em boa parte do país

Concessionárias acompanharam fechamento das fábricas entre março e julho em boa parte do país

Getty Images

O mês de dezembro foi o melhor do ano: 244 mil unidades comercializadas, 8,4% a mais que em novembro mas 7,1% menos que dezembro de 2019.

Vendas de veículos usados no feirão AutoShow, tradicional ponto de comércio em São Paulo

Vendas de veículos usados no feirão AutoShow, tradicional ponto de comércio em São Paulo

Marcos Camargo - via Feirao AutoShow

Mesmo com a queda entidades como a Anfavea (associação dos fabricantes) e Fenabrave (federação dos distribuidores) chegaram a prever 45% de redução nas vendas devido à suspensão das fábricas no país. Essa paralisação iniciada ainda em março chegou a durar quatro meses em boa parte das fábricas.

Novas projeções para o ano de 2021 serão divulgadas na próxima semana pela Anfavea.

Últimas