Autos Carros Versões e cores do novo Civic aparecem em site chinês

Versões e cores do novo Civic aparecem em site chinês

Sedã tem previsão de estreia mundial no salão de Xangai em abril

Resumindo a Notícia

  • Novo Civic fará estreia durante o Salão de Xangai
  • Sedã deve vir ao Brasil importado
  • Versão EXL deixará a gama na linha 2022
  • Carro deve crescer ainda mais em sua nova geração
Novo Honda Civic fará estreia na China, durante o salão de Xangai.

Novo Honda Civic fará estreia na China, durante o salão de Xangai.

Divulgação Honda


Nas últimas semanas foram muitas as notícias a respeito da nova geração do Honda Civic. O modelo que fará estreia na China agora teve suas versões e cores vazadas em site de fãs de Civic no país (Civicxi.com).

Versão EXL saíra da gama do sedã

Versão EXL saíra da gama do sedã

Divulgação Honda

Segundo as informações divulgadas a nova geração do Civic terá seis opções de cores disponíveis. Trata-se da azul Egeu, Vermelho Rallye, Branco Platina Pérola, Prata Lunar, Pérola Negra Cristal e Cinza Sônico. Porém a maioria das projeções, divulgados até pela própria montadora, mostra tons de laranja, não divulgada na lista o que pode indicar que seja apenas um tom de lançamento para evidenciar as novas linhas do sedã médio. O interior terá apenas duas opções: preto ou cinza.

Modelo terá 1,802 metros de largura

Modelo terá 1,802 metros de largura

Internet/Reprodução

Ainda segundo a publicação o sedã médio da marca japonesa perde a versão EXL, ficando posicionada da seguinte forma: LX, seguido por Sport, EX e Touring. Não foi citada a versão SI ou a Sport Touring que é oferecida como topo de linha nas versões hatch.

Nova geração deve chegar importado por aqui

Nova geração deve chegar importado por aqui

Internet/Reprodução

A estreia da nova geração do Honda Civic é aguardada para abril deste ano, no Salão de Xangai. No Brasil, o lançamento é aguardado para 2022, ainda com a incerteza se o modelo será fabricado aqui ou importado. Com a estreia do novo City, o que deve ocorrer este ano a Honda dá pistas de que pode reposicionar o sedã para um degrau superior tal qual a Nissan fez com o Sentra.

*Por Guilherme Magna

Últimas