Autos Carros VW revela traseira da nova Amarok que chega em julho

VW revela traseira da nova Amarok que chega em julho

Pick-up pode ter propulsor de 2.0 litros turbodiesel ou 3.0 V6 turbodiesel

  • Autos Carros | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Pick-up pode ter 5,35 metros de comprimento, 3,22 m de entre-eixos
  • Capacidade de carga útil será de 1.200 kg com a capacidade de reboque de até 3.500 kg
  • Dianteira terá faróis com tecnologia IQ.Ligth
Pick-up terá o nome do carro escrito na tampa da caçamba e grandes faróis de LED dispostos na vertical

Pick-up terá o nome do carro escrito na tampa da caçamba e grandes faróis de LED dispostos na vertical

Volkswagen/Divulgação

Depois de divulgar a dianteira, a Volkswagen revelou a traseira da nova geração da Amarok, que será produzida na África do Sul, mas não será vendida no mercado brasileiro, que ganhará apenas o facelift do modelo atual. A pick-up deve ser equipada com motor de 2.0 litros turbodiesel ou 3.0 V6 turbodiesel.

Tecnologia IQ.Ligth terá uma capacidade luminosa de 900 lúmens

Tecnologia IQ.Ligth terá uma capacidade luminosa de 900 lúmens

Volkswagen/Divulgação

Em relação à imagem divulgada, a nova geração da Volkswagen Amarok terá o nome do carro escrito na tampa da caçamba e grandes faróis de LED dispostos na vertical. Já a dianteira terá faróis com tecnologia IQ.Ligth, terá uma capacidade luminosa de 900 lúmens e deve equipar as configurações mais caras da Amarok 2023. Já as versões mais baratas terão faróis de LED.

Tecnologia é utilizada no Taos, Touareg e Golf

Tecnologia é utilizada no Taos, Touareg e Golf

Volkswagen/Divulgação

A nova Amarok pode ter 5,35 metros de comprimento, 3,22 m de entre-eixos, 1,88 m de altura e 1,91 m de largura. A capacidade de carga útil será de 1.200 kg com a capacidade de reboque de até 3.500 kg. A Volkswagen ainda não confirmou a motorização, mas de acordo com sites europeus, a pick-up pode ter propulsor de 2.0 litros turbodiesel ou 3.0 V6 turbodiesel.

JÁ ANDEI NA NOVA AMAROK V6 de 258cv! Testei na terra e na estrada. Veja o vídeo!

Contudo, a montadora não deve trazê-la para cá, já a pick-up será produzida na África do Sul, que não tem acordos comerciais de importação com o Brasil, o que contribuiria para uma alta taxa de impostos, deixando o veículo inviável comercialmente. Por conta disso, venderá apenas a atual geração da Amarok, que passará por um facelift e será produzida na Argentina.

*Com a colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas