Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Luiz Fara Monteiro
Publicidade

Congonhas foi o segundo aeroporto mais pontual do mundo em maio

Dados de desempenho de pontualidade (OTP) são apurados mensalmente pela Cirium

Luiz Fara Monteiro|Luiz Fara MonteiroOpens in new window


Aeroporto de Congonhas (SP): o segundo mais pontual do mundo, segundo a Cirium @Gladstone_Campos +55 (11) 981-816-711

Com pouco mais de sete meses de gestão no aeroporto de Congonhas, a Aena Brasil atingiu uma importante marca em relação à pontualidade, índice que influencia diretamente a experiência do passageiro. A Cirium, uma das principais consultorias do mercado de aviação do mundo, cravou que o aeródromo atingiu 86,18% de pontualidade no mês de maio, ficando em segundo lugar no ranking mundial entre os aeroportos grandes de alcance regional. ”Desde que a Aena Brasil assumiu Congonhas, em outubro de 2023, enfrentando uma pontualidade abaixo de 65%, em menos de sete meses conseguimos colocar CGH no pódio, alcançando a segunda colocação entre os aeroportos mais pontuais do mundo entre os grandes aeroportos”, comemora Kleber Meira, diretor do aeroporto. Para chegar até esse nível de pontualidade, uma das estratégias foi investir bastante em relatórios e análises dos dashboards em tempo real. Os resultados foram constantemente compartilhados internamente, com gestores das empresas aéreas, além da alta liderança da Agência Nacional de Aviação Civil e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo.

A pontualidade dos voos é um dos critérios de avaliação mais relevantes porque atesta a capacidade operacional do aeroporto, a qualidade do serviço prestado e a eficiência no atendimento aos passageiros e às companhias aéreas.” A importância da pontualidade nos aeroportos, especialmente nos hubs, não pode ser subestimada. Congonhas (CGH) é o aeroporto mais estratégico e importante para a malha aérea brasileira, conectando várias cidades ao aeroporto mais central da principal cidade da América Latina”, reforça Meira. A Cririum classifica os aeroportos em quatro categorias, com base no número de assentos oferecidos nos voos de partida e no alcance dos voos. Globais, 25 a 40 milhões de assentos, que atendem a pelo menos três regiões do mundo; Grandes, 25 a 40 milhões de assentos, mas que não atendem a pelo menos três regiões; Médios, 15 a 25 milhões de assentos; e Pequenos, 5 a 15 milhões de assentos.

Sobre a Aena Brasil

Aena Brasil é marca registrada da espanhola Aena, considerada a maior operadora aeroportuária do mundo, em número de passageiros, pelo Conselho Internacional de Aeroportos, gerindo 78 aeroportos e dois heliportos em cinco países. A companhia também é a maior do país, administrando 17 aeroportos, em nove estados brasileiros, sendo responsável por 20% da malha aérea nacional e pela gestão de Congonhas, o segundo maior em número de embarques e desembarques. Em 2023, seus aeroportos movimentaram mais de 410 milhões de passageiros, sendo 283 milhões na Espanha e 41 milhões no Brasil. Desde 2020, gere os equipamentos de infraestrutura do Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE) e Campina Grande (PB). Em 2023, assumiu Congonhas (SP), Campo Grande (MS), Uberlândia (MG), Santarém (PA), Marabá (PA), Montes Claros (MG), Parauapebas (PA), Uberaba (MG), Altamira (PA), Ponta Porã (MS), Corumbá (MS). Os dois blocos são administrados por diferentes sociedades de propósito específico: Aeroportos do Nordeste do Brasil (ANB) e Bloco de Onze Aeroportos do Brasil (BOAB). Na Espanha, a Aena opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de participar na gestão de aeroportos no México (12) e Jamaica (2).

Publicidade

Veja também



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.