Conheça famosos que optaram por não fazer sexo antes do casamento

Por mais que pareça que não seja convencional no mundo atual, muitos casais fazem essa escolha e estudo confirma que vale a pena

“Se eu pudesse voltar no tempo e não ter que enfrentar algumas mágoas, provavelmente teria me guardado para o casamento”. Foram com essas palavras que o cantor americano Justin Bieber desabafou um tempo atrás sobre seu passado e intimidade na série The Biebers on Watch.

O cantor acrescentou que, por mais “louco” que possa parecer, ele acredita que o sexo pode complicar os relacionamentos quando acontece antes do casamento.

Esse é um tema polêmico nos dias atuais. Porque, se tem algo que é enaltecido nos meios de comunicação é a sexualidade. A mídia, de forma geral, dá pouco destaque aos homens e mulheres que decidem evitar relações sexuais antes do matrimônio.

Só que, ao mesmo tempo que alguns famosos incentivam a vida sexual precoce, outros refletem, com suas atitudes, a importância de esperar.

A atriz Lisa Kudrow, famosa por viver Phoebe, na série Friends, por exemplo, afirmou que se casou virgem, aos 32 anos. Ela e o publicitário francês Michel Stern continuam casados e têm um filho, Julian. Antes de se casar, a estrela da série confessou: “Estou me preservando porque quero ser digna do tipo de homem que eu tenho em mente”.

A atriz Lisa Kudrow está entre as celebridades que escolheram esperar

A atriz Lisa Kudrow está entre as celebridades que escolheram esperar

Montagem R7/Divulgação/NBC/Getty Images

A cantora Sandy também afirmou que esperou o casamento para ter relações com o músico Lucas Lima, com quem tem um filho.

Além deles, recentemente, a cantora Ally Brooke, de 27 anos, também afirmou que optou por aguardar o casamento para ter relação sexual. "Eu me abri sobre me guardar para o casamento. Eu fui forte de dizer isso e estou muito feliz em poder compartilhar com meus fãs e leitores e mostrar a escolha que fiz. Eles receberão isso da maneira que quiserem receber."

Por que o assunto é polêmico?

Por que falar sobre sexo depois do casamento nos dias atuais é visto como "algo retrógrado"?  Por que casais que escolhem fazer diferente da maioria são taxados como bobos por muitos?

É curioso que antigamente acontecia o contrário: falar sobre sexo antes de casar era visto com muito preconceito. Hoje, no entanto, a maioria dos casais leva uma vida sexual ativa durante o namoro, outros nem chegam a namorar para isso. 

Ficar nu, expor a intimidade para alguém que se acabou de conhecer é visto como normal, mas escolher esperar é visto como algo absurdo, cafona. Vai entender...

Os estudos afirmam: vale a pena

Segundo uma pesquisa publicada pela revista científica Journal of Family Psychology, da Associação Americana de Psicologia, casais que esperam para ter relações sexuais depois do casamento normalmente têm relacionamentos mais estáveis e felizes, além de uma vida sexual mais satisfatória. Pessoas que decidiram esperar até a noite do casamento deram notas 22% mais altas para a estabilidade de seu relacionamento do que os demais.

As notas para a satisfação com o relacionamento também foram 20% mais altas entre os casais que esperaram.

Estudo revela que esperar para fazer sexo depois do casamento é o mais indicado aos casais que desejam ter uma relação duradoura

Estudo revela que esperar para fazer sexo depois do casamento é o mais indicado aos casais que desejam ter uma relação duradoura

Reprodução

Então, por mais que não seja muito divulgado, há um grande número de casais que aguardam oficializar a união para, somente depois, iniciar a vida sexual ao lado do parceiro. Segundo psicólogos, isso não acontece apenas entre as pessoas que são virgens, diversas pessoas que não são mais virgens e já tiveram relacionamentos anteriores, decidem que sexo somente com amor, intimidade e depois da união.

Os motivos vão muito além do que simplesmente atender a princípios morais ou religiosos, envolvem valores pessoais, respeito a si próprio, proteção ao próprio corpo de doenças sexualmente transmissíveis (DST), entre outros.

É óbvio que as pessoas não devem se casar só para ter sexo. Mas, é preciso entender que a escolha de um parceiro deve ser criteriosa e, para isso, se faz necessário observar o caráter, a postura, o comprometimento, entre outras características importantes.

O sexo é bom, mas se não for praticado de forma inteligente pode se tornar um inimigo da vida amorosa. Feliz é aquele que não vive segundo o que "a moda diz", mas que valoriza a formação da família, a maturidade emocional, a fidelidade e a cumplicidade.

O seu coração e o seu corpo são muito preciosos para você entregar de “mão beijada” para quem você mal conhece. Pense nisso.

Últimas