Rio de Janeiro Ação da Polícia Militar termina com dois mortos na zona norte do Rio

Ação da Polícia Militar termina com dois mortos na zona norte do Rio

Segundo a corporação, base da UPP Macacos, em Vila Isabel, foi atacada a tiros por traficantes. Família de um dos mortos diz que jovem era inocente

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*, com Record TV Rio

Drogas e armas foram apreendidas durante ação

Drogas e armas foram apreendidas durante ação

Reprodução

Uma ação da Polícia Militar terminou na madrugada do último sábado (15) com dois mortos, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro. Segundo a corporação, um ataque à base da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da comunidade teria sido o motivo que iniciou o confronto.

Reabertura leva centenas de pessoas a pontos turísticos do Rio

De acordo com os policiais, traficantes dos Macacos disparam simultaneamente contra a sede da UPP. Após a troca de tiros, dois homens conhecidos como “Cascão” e “Jacaré” foram encontrados feridos e levados para o Hospital Federal do Andaraí, também na zona norte, mas não resistiram aos ferimentos.

A família de um dos mortos afirmou à Record TV Rio que o jovem de 20 anos não tem ligação com o tráfico de drogas da comunidade. Parentes afirmam que o jovem estava desempregado atualmente, mas que participava de um processo seletivo em uma lanchonete, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio.

Ainda segundo a família do jovem, o rapaz estava assistindo uma partida de futebol no antigo zoológico de Vila Isabel quando dois militares à paisana entraram no local e atiraram bombas para dispersar o jogo. Em seguida, o jovem teria corrido e, então, levado quatro tiros nas costas.

Em nota, a Polícia Militar não confirma a versão da família e declarou que os dois mortos vinham sendo monitorados pelo núcleo de inteligência da UPP dos Macacos. Ainda segundo a corporação, com os rapazes foram apreendidas uma pistola, um rádio, dez frascos de loló, cinco sacolés de maconha, 112 pinos de cocaína e R$ 32,00 em espécie.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca

Últimas