Rio de Janeiro Alerj vota revogação de Medalha Tiradentes de Jairinho na quarta

Alerj vota revogação de Medalha Tiradentes de Jairinho na quarta

Título é a maior honraria concedida pelo Estado e foi concedido em 2007 ao vereador, preso pela morte do enteado Henry Borel

Jairinho pode perder Medalha Tiradentes

Jairinho pode perder Medalha Tiradentes

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) votará a revogação da Medalha Tiradentes concedida ao vereador Dr. Jairinho na próxima quarta (19). Jairinho está preso desde 8 de abril e é acusado pela morte do enteado Henry Borel, de 4 anos.

O pedido de revogação da homenagem foi protocolado em 12 de abril pelo deputado Noel de Carvalho (PSDB) e teve apoio de 33 parlamentares.

Nesta sexta-feira (14), foi publicado no Diário Oficial parecer favorável da Comissão de Normas Internas e Proposições Externas da Alerj, assinado pelo deputado Rodrigo Bacellar (SDD).

No documento, são citados o indiciamento de Jairinho por homicídio duplamente qualificado, a expulsão sumária dele do partido e a aprovação da Câmara de Vereadores do Rio para abertura do pedido de cassação do mandato, além de outras duas acusações de tortura.

"Por considerar que os atos praticados violam os serviços prestados à humanidade, voto pela aprovação da proposta e revogação da resolução", diz o documento.

Para o deputado Noel de Carvalho, a morte de Henry “trouxe à tona um comportamento do vereador que não está à altura de um homem público e de um médico.” 

A Medalha Tiradentes, que é a maior honraria concedida pelo Estado, foi dada à Jairinho em 2007, durante o primeiro mandato na Câmara Municipal, pelo então deputado Antonio Pedregal.

O título é concedido a pessoas que prestam bons serviços à população e ao país. Ao receber a Medalha, o vereador foi descrito como um dos mais “valorosos cidadãos” do Estado e que "muitas vezes, abdicaria do tempo com a família, com o propósito de servir à nação”.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas