Rio de Janeiro Atriz que denunciou ex por violência é indiciada no Rio

Atriz que denunciou ex por violência é indiciada no Rio

De acordo com a polícia, Cristiane constrangeu o ex-marido a assinar um contrato de aquisição de ativos

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*

Reprodução/RecordTV

A Polícia Civil indiciou pelos crimes de fraude processual e extorsão a atriz Cristiane Machado, que em 2018 denunciou o ex-marido, o ex-diplomata Sérgio Schiller Thompson-Flores, por violência doméstica.

De acordo com a 15ª DP (Gávea), Cristiane constrangeu o ex-marido, mediante grave ameaça, a assinar um contrato de aquisição de ativos, visando garantir ganhos financeiros. Além disso, a atriz não apresentou todas as gravações solicitadas pela delegacia.

Procurada pelo R7, a defesa de Cristiane, representada pelo advogado Leonardo Dickinson informou que a "Srta. Cristiane recebe a acusação com espanto, visto que a presente questão já é objeto de discussão judicial".

Em entrevista ao R7, Thompson-Flores afirmou que as conclusões do inquérito reforçam sua inocência. "As investigações revelam que as provas usadas por Cristiane contra mim foram forjadas, com o intuito de me ameaçar e extorquir", disse. O ex-diplomata pretende apresentar os resultados do inquérito à Justiça - atualmente, ele tenta anular a condenação por agressão no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

"Eu fui vítima de uma grande armação, uma grande trama. Perdi tudo por causa dessa mulher. Mas me consola saber que a verdade, finalmente, está vindo à tona", desabafou.

Relembre o caso

Cristiane Machado veio a público em novembro de 2018 denunciar agressões que teria sofrido de Sérgio Schiller Thompson-Flores.

Na ocasião, ela divulgou vídeos e áudios que exibiam episódios violentos de Thompson-Flores. As imagens foram feitas através de câmeras de segurança instaladas pela atriz na casa onde vivia com o ex-companheiro, no Rio de Janeiro. 

Em entrevista concedida à Record TV, pouco após a divulgação das agressões, a atriz revelou que o ex-marido teria feito ameaças a ela e seus pais, e que temia ser morta pelo ex-diplomata. As denúncias de ameaça em questão foram rejeitadas pelo Ministério Público por contradições nas acusações. Segundo Thompson-Flores, as testemunhas ouvidas nesse caso respondem por falsa acusação e ele pretende voltar a acusar formalmente Cristiane de denunciação caluniosa - até agora, ele já registrou 5 boletins de ocorrência dessa natureza contra ela, que abarcam pelo menos 12 denúncias falsas.

No curso das investigações, a defesa de Sérgio Thompson-Flores alegou "manipulação e edição" das imagens que mostram as agressões cometidas por ele.

O ex-diplomata foi condenado em 2019. Hoje ele cumpre medida protetiva com uso de tornozeleira eletrônica.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira e PH Rosa

Últimas