Rio de Janeiro Boliviano que se passava por médico é preso no RJ

Boliviano que se passava por médico é preso no RJ

Cremerj indicou que pandemia pode ter influenciado no aumento de pessoas não qualificadas no mercado de trabalho

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*, com Michelle Maia e Vanessa Libório, da Record TV

Um boliviano foi preso por se passar por médico para atender pacientes em um PAM (Posto de Assistência Médica) de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele foi autuado por exercício ilegal da medicina e falsificação de documento.

Boliviano foi preso em flagrante pela polícia

Boliviano foi preso em flagrante pela polícia

Record TV Rio

O homem alegou ser estudante de medicina, mas não apresentou nenhum documento para comprovação, de acordo com o delegado José Moraes Ferreira.

Ainda segundo a investigação, ele assinava pedidos de exames com carimbo de um ortopedista que trabalha na unidade de saúde e também realizava as consultas.

O delegado disse, ainda, que o preso já tinha uma autuação por receitar remédios controlados.

Em nota, a prefeitura disse que nenhum responsável sabia que o médico havia trocado de lugar com o estudante e informou que exonerou o ortopedista.

O Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro) acredita que a pandemia pode ter influenciado no aumento de pessoas não qualificadas no mercado de trabalho.

Os médicos recomendam que os pacientes, após saírem da consultas, verifiquem no site da Cremerj se o registro está de acordo com a foto e o nome do profissional que realizou o atendimento.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas