Bope pede para interromper transmissão e fecha espaço aéreo

Tropa de Elite da PM, que assumiu negociação com o sequestrador, pediu para que as equipes de televisão não transmitissem as imagens do ônibus

Sequestro começou por volta das 6 horas da manhã

Sequestro começou por volta das 6 horas da manhã

Reprodução/Record TV

De acordo com informações da Record TV Rio, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) pediu para que a transmissão ao vivo das redes de televisão sobre o sequestro na Ponte Rio-Niterói, fosse interrompida e o espaço aéreo fosse fechado.

Leia mais: Sexta vítima libertada desmaia ao sair de ônibus em ponte Rio-Niterói

O R7 optou por não dar as fotos de dentro do ônibus para presevar a integridade dos reféns. 

O suspeito teria embarcado no veículo às 5h30 e se identificado como policial militar antes de entrar armado. Ele faz reféns passageiros em um ônibus na ponte Rio-Niterói, no sentido Rio de Janeiro nesta terça-feira (20). O ônibus da empresa Galo Branco, que faz o trajeto Jardim de Alcântara-Estácio, foi atravessado na ponte por volta das 6h.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya