Rio de Janeiro Cedae reduz captação de água devido à chuva no Rio de Janeiro

Cedae reduz captação de água devido à chuva no Rio de Janeiro

Companhia opera com 60% da capacidade, o que provoca pressões menores, podendo diminuir o fornecimento em áreas de cotas elevadas

  • Rio de Janeiro | Da Agência Brasil

Estação opera com 60% da capacidade

Estação opera com 60% da capacidade

Tomaz Silva/Agência Brasil

A Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos) opera com 60% da capacidade de captação de água no Rio Guandu desde a noite de domingo (1º), devido às fortes chuvas que ocorrem no estado do Rio de Janeiro e que atingem o trecho da Estação de Tratamento do Guandu.

Leia mais: Em meio a temporal, moradores e voluntários ajudam vítimas no RJ

A redução provoca pressões menores, o que pode diminuir o fornecimento em áreas de cotas elevadas, de acordo com a Cedae. A Companhia afirma que a produção total será retomada tão logo as condições do manancial retornem à sua normalidade.

"A ação visa dar segurança operacional ao sistema, tendo como prioridade manter a qualidade do abastecimento para a quantidade de água produzida", diz a Cedae em nota. 

A orientação é que os consumidores evitem o desperdício, utilizando a água de forma equilibrada, priorizando atividades básicas.

As fortes chuvas atingem o estado desde sábado (29). Três pessoas morreram neste final de semana, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Os municípios da baixada fluminense estão entre os mais atingidos.

A Cedae informou que está prestando apoio operacional aos municípios de Nilópolis, Queimados e Rio de Janeiro, para que os moradores retomem as atividades o mais breve possível. Foram disponibilizados caminhões para desobstrução de redes; caminhões-pipa para apoio na limpeza; caminhões basculante e retroescavadeiras.

Últimas