Rio de Janeiro Chuva abre cratera e 150 famílias são acolhidas em Mesquita (RJ)

Chuva abre cratera e 150 famílias são acolhidas em Mesquita (RJ)

Segundo prefeitura, solo cedeu na rua Coronel França Leite, na manhã de domingo (1º); 150 famílias foram atendidas e receberam doações

Solo cedeu e formou cratera na comunidade da Chatuba

Solo cedeu e formou cratera na comunidade da Chatuba

Reprodução/Record TV Rio

Uma cratera se abriu em uma rua da comunidade da Chatuba, em Mesquita, Baixada Fluminense, em decorrência das fortes chuvas que atingem o Rio de Janeiro desde a tarde de sábado (29). Segundo a prefeitura da cidade, o solo cedeu na rua Coronel França Leite na manhã de domingo (1º) e via foi interditada.

Baixada Fluminense é afetada pelas fortes chuvas do fim de semana

Cerca de 150 famílias foram acolhidas e receberam doações de cestas básicas e kits de limpeza e higiene pessoal na região, segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Em nota, a prefeitura informou que as regiões mais afetadas do município foram Chatuba, Santa Terezinha, Coreia e o centro. Retroescavadeiras e caminhões estão sendo utilizados desde ontem para desobstrução das ruas e os órgãos do governo atuam para dar apoio à população afetada.

As chuvas já causaram três mortes, desde a noite de sábado, na capital e na Baixada Fluminense. Polícia Civil investiga outras duas mortes que podem ter relação com as chuvas no final de semana.

Flávio Gonçalves, de 50 anos, e Mizael Xavier, de 62 anos, foram vítimas de deslizamentos, no Tanque, zona oeste da capital, e em Mesquita, na Baixada Fluminense, respectivamente. Ambos não resistiram ao incidente e morreram no local.

Uma terceira pessoa foi resgatada por moradores de Acari, na zona norte do Rio, após um alagamento. O homem, que não teve a identidade revelada, foi levado para o Hospital Municipal Ronaldo Gazzolla, no mesmo bairro, mas não resistiu.

Últimas