Rio de Janeiro Com 800 pessoas na fila, Cláudio Castro diz que vai abrir leitos no RJ

Com 800 pessoas na fila, Cláudio Castro diz que vai abrir leitos no RJ

Governador em exercício vai apresentar calendário único de vacinação contra covid para evitar deslocamento entre municípios 

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, anunciou em coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (25) que serão abertos 900 leitos - entre eles 560 federais - no Estado nas duas próximas semanas. Destes, 80 vagas são disponibilizadas ainda nesta quinta. O RJ tem 837 pessoas aguardando vaga de internação em leitos para covid-19, de acordo com o Painel Coronavírus Covid-19. 

Carlos Magno/Governo do Rio de Janeiro

Os novos leitos serão incorporados à rede pública e terão regulação do Estado em conjunto com a rede privada e o governo federal. O anúncio vem na véspera do superferiado aprovado no RJ, entre os dias 26 de março a 4 de abril, para serviços não essenciais.

Castro pediu à população que endureça as medidas de segurança contra a covid-19, cujos casos têm crescido no RJ, e reforçou que os próximos dias não constituem um feriado "de viagem", sendo o momento para reclusão.

As medidas restritivas que estarão em vigor no Estado durante o superferiado incluem a permanência nas praias em todos os municípios. Havendo divergências entre municípios e governo do Estado, valerá a regra mais rígida.

Liberação de atividade física individual nas praias

Ainda nesta quinta-feira (25), um novo decreto publicado no Diário Oficial extra libera a prática de atividade física individual nas praias fluminenses, no entanto segue suspensa a permanência de pessoas, inclusive realizando atividades econômicas nas areias e esportes coletivos.

A nova publicação, ainda, inclui como essenciais e, portanto, podem funcionar, o comércio de autopeças e acessórios para veículos automotores e bicicletas (incluindo-se os serviços de mecânica e borracharia), supermercados e os serviços de lavanderia, de limpeza urbana, manutenção e zeladoria.

Calendário único de vacinação

Na coletiva, Castro falou ainda que 2 milhões de vacinas devem chegar ao RJ até o dia 31 de março, e que espera que mais 1,2 milhões de pessoas sejam vacinadas. 

O governador em exercício declarou, também, que na segunda-feira (29) irá apresentar, a pedido das prefeituras, um calendário unificado de vacinação para todo o Estado, visando evitar o deslocamento de pessoas buscando se imunizarem em municípios vizinhos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas