Rio de Janeiro Corpo de catador baleado por Exército é enterrado no Rio 

Corpo de catador baleado por Exército é enterrado no Rio 

Luciano foi baleado ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, que teve o carro fuzilado pelo Exército no último dia 7 em Guadalupe 

Catador de materiais recicláveis foi baleado em Guadalupe

Catador de materiais recicláveis foi baleado em Guadalupe

Reprodução Record TV

O corpo do catador de materiais recicláveis Luciano Macedo, de 28 anos, será enterrado, nesta sexta-feira (19), no cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona norte do Rio de Janeiro.

Leia mais: Catador morto após ação do Exército sonhava em ver o filho

Luciano foi baleado ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, que teve o carro fuzilado pelo Exército, no último dia 7. O catador ficou 11 dias internado no Hospital Municipal Carlos Chagas, na zona norte da capital fluminense, e morreu nesta quinta-feira (18), após uma cirurgia. 

O corpo de Luciano demorou 12h par ser transferido da unidade hospitalar para o IML (Instituto Médico Legal). 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa 

Últimas