Crivella diz que 300 respiradores chegam ao Rio na próxima semana

Dois voos da empresa Latam vão transportar cerca de 70 toneladas de equipamentos comprados na China. Dez tomógrafos já estão na cidade

Mensagem de apoio foi anexada em carga reservada ao município do Rio

Mensagem de apoio foi anexada em carga reservada ao município do Rio

Record TV

O prefeito Marcelo Crivella anunciou nesta quarta-feira (29) que 70 toneladas de equipamentos comprados na China chegam ao Rio de Janeiro na próxima semana para ampliar a capacidade do sistema saúde no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Somente na capital fluminense, hoje, a taxa de ocupação em leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para pacientes com a covid-19 está em 97%.

Witzel: não há previsão para saída da quarentena no estado do RJ

Entre os materiais estão 300 respiradores, 400 monitores e 1 milhão de máscaras cirúrgicas. Segundo Crivella, todo o material será transportado em dois voos da Latam, que têm previsão de chegada para os dias 7 e 9 de maio. O investimento é de R$ 4,4 milhões.

Os equipamentos já estão embalados e reservados para retirada no aeroporto da China. Segundo o prefeito, mensagens de força enviadas por profissionais chineses foram anexadas à carga. 

Os materiais vão equipar o Hospital Ronaldo Gazzola, em Acari, na zona norte, referência no tratamento da covid-19, e o hospital de campanha no Riocentro, na zona oeste.

"Já temos 20 respiradores prontos para o dia 1º de maio e 80 leitos de enfermaria no Riocentro. Temos 100 leitos de UTI no Gazzola e 180 de enfermaria. Com mais esses 300, o Gazzola vai ficar completo, com 183 leitos de UTI e mais 203 de enfermaria”, explicou Crivella.

Tomógrafos

Nesta tarde, o prefeito do Rio recebeu 10 dos 16 tomógrafos adquiridos pelo munícipio para equipar os hospitais. O material transportado de navio está armazenado no setor de carga do Aeroporto Internacional Tom Jobim na Ilha do Governador, zona norte.

Em entrevista coletiva, Crivella destacou que este equipamento é essencial na identificação de infecções no pulmão provocadas pelo novo coronavírus, inclusive porque o diagnóstico precoce pode ser decisivo no tratamento da doença. 

Apoio da Vale

No sábado (2), o Rio vai receber outros 20 respiradores e 40 monitores que vão ser transportados em um voo da Vale.

Isolamento prorrogado

O prefeito reforçou a orientação para que a população continue em casa e seguindo as medidas de prevenção para evitar a propagação da covid-19. Diante do avanço na doença no território, Crivella avaliou que o prazo do isolamento, que acabaria em 30 de abril, será prorrogado. 

Bolsonaro

Sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro em relação ao recorde de mortes no Brasil em decorrência do novo coronavírus, o prefeito Crivella disse que ele foi mal interpretado.

"Garanto a vocês que é um dos brasileiros com o coração mais generoso e tem feito um esforço enorme para tocar esse país com as controvérsias todas, com aquele escândalo de corrupção que vivemos no passado, um desalento enorme, nossa economia crescendo a números muito abaixo do PIB, e esse esforço do presidente de motivar a todos, de plantar esperança no nosso coração, para voltarmos logo às atividades. Pode ter certeza que jamais vamos ter uma manifestação de desprezo pela vida das pessoas. Aliás, ele quase deu a vida dele pelo povo brasileiro, tomou uma facada na barriga, e o povo brasileiro tomou uma facada nas costas", afirmou Crivella.