Definição sobre aulas presenciais no ensino privado é adiada no Rio

Reunião nesta sexta-feira (3) teve a presença da Secretária Municipal de Educação, Talma Suane, que apresentou um projeto de retomada educacional

Prefeito busca acordo com representantes do ensino privado

Prefeito busca acordo com representantes do ensino privado

Fernando Frazão/Agência Brasil

A Prefeitura do Rio adiou a decisão sobre o retorno das aulas presenciais no ensino privado para a próxima semana. 

Veja também: Fiscalização será intensificada após flagrante de lotação em bares no Rio

Em entrevista coletiva, o superintendente de Educação da Vigilância Sanitária Flávio Graça, afirmou que a reunião nesta sexta-feira (3) teve a presença da Secretária Municipal de Educação, Talma Suane, que apresentou um projeto de retomada educacional com base nos critérios da SMS (Secretaria Municipal de Saúde).

"Todos entendem a importância de voltar às aulas com segurança. O alinhamento é de que não há distinção nenhuma entre as crianças de escolas municipais e privadas. Todas terão direitos e receberão os mesmo critérios," disse.

O plano de retomada será apresentado na quarta-feira (8) para definição da data do reinício das aulas presenciais.

Na última segunda-feira (29), o prefeito do Rio Marcelo Crivella informou que a proposta de retorno voluntário, no qual professores e pais dos alunos decidiriam sobre ir ou não à escola, não alcançou aprovação dos donos de escolas particulares, sindicato dos professores e funcionários de escolas particulares.

*Sob supervisão de Bruna Oliveira