Rio de Janeiro Deputado entrega relatório final do impeachment de Wilson Witzel 

Deputado entrega relatório final do impeachment de Wilson Witzel 

Julgamento do governador afastado do RJ será nesta sexta-feira, a partir de 9h. Defesa tentou suspender julgamento, mas STF negou

Wilson Witzel, governador afastado do Rio de Janeiro, é acusado de desvios na saúde durante a pandemia

Wilson Witzel, governador afastado do Rio de Janeiro, é acusado de desvios na saúde durante a pandemia

Pilar Olivares/Reuters - 28.08.2020

O deputado estadual Waldeck Carneiro (PT/RJ) entregou, nesta quinta-feira, o relatório final do processo de impeachment de Wilson Witzel, governador afastado do Rio de Janeiro. O documento tem mais de 300 páginas e reproduz os principais fatos e etapas do processo. “Esta votação é um marco na história política do Estado do Rio”, disse o relator. O julgamento vai acontecer nesta sexta-feira (30) a partir das 9h.

O julgamento desta sexta vai definir o destino de Witzel. Ele poderá ser afastado definitivamente do cargo caso sete dos 10 membros do Tribunal Especial Misto votem pelo impeachment.

A defesa de Witzel havia tentado suspender processo de impeachment junto ao STF, mas o  ministro Alexandre de Moraes negou o pedido nesta quinta-feira (29). Moraes também determinou que sejam retirados dos autos documentos que não dizem respeito aos fatos descritos na denúncia. 

Lágrimas no interrogatório

O governador afastado foi interrogado pelo tribunal no último dia 7 de abril. Pouco antes do depoimento, ele destituiu a defesa, mas o interrogatório foi mantido. Na ocasião, Witzel chorou e se defendeu das acusações.

Witzel é investigado por irregularidades cometidas na Secretaria Estadual de Saúde durante a pandemia de covid-19, quando a pasta estava sob administração de Edmar Santos. O ex-secretário de Saúde, delator do esquema, também foi ouvido pelo Tribunal Especial Misto e reafirmou as acusações.

Últimas