Rio de Janeiro Eduardo Paes é denunciado pelo MP-RJ e se torna réu por corrupção

Eduardo Paes é denunciado pelo MP-RJ e se torna réu por corrupção

Ex-prefeito vai responder também por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Defesa afirma que não teve acesso aos termos da acusação

Eduardo Paes, ex-prefeito do Rio, se tornou réu

Eduardo Paes, ex-prefeito do Rio, se tornou réu

Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados - 12.12.2014

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciou nesta terça-feira (8) o ex-prefeito da capital fluminense Eduardo Paes pelos crimes de corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Paes foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) com outras quatro pessoas.

A Justiça, representada pelo TRE-RJ, aceitou a denúncia e expediu mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos na casa do candidato à Prefeitura do Rio. A aceitação da denúncia significa que Paes se tornou réu.

Paes tinha contas pessoais pagas pela prefeitura do Rio de Janeiro

Agentes do MP fizeram na manhã desta terça busca e apreensão na casa de Paes, no Rio com autorização do juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro.

Paes oficializou na semana passada sua candidatura pelo DEM à Prefeitura do Rio.

RJ: Paes gastou R$ 10 mil da prefeitura com ração para cachorro

A defesa de Eduardo Paes disse que o candidato à Prefeitura do Rio está "indignado" porque a operação é uma "tentativa clara de interferência do processo eleitoral". Também informou que não teve acesso aos termos da denúncia.

Leia o posicionamento de Eduardo Paes na íntegra:

"Às vésperas das eleições para a Prefeitura do Rio, Eduardo Paes está indignado que tenha sido alvo de uma ação de busca e apreensão numa tentativa clara de interferência do processo eleitoral - da mesma forma que ocorreu em 2018 nas eleições para o governo do estado. A defesa sequer teve acesso aos termos da denúncia e assim que tiver detalhes do processo irá se pronunciar."

Últimas