RJ: Paes gastou R$ 10 mil da prefeitura com ração para cachorro

Lista de gastos do ex-prefeito com o dinheiro público incluem ainda R$ 10 mil em carnes, R$ 3 mil em peixes e R$ 4,3 mil na padaria

Eduardo Paes teria pago despesas pessoais com dinheiro público no RJ

Eduardo Paes teria pago despesas pessoais com dinheiro público no RJ

Tânia Rêgo/ABr

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes tinha uma vida de luxo bancada com dinheiro público. O núcleo de jornalismo investigativo da Record TV revela as contas pessoais pagas pela prefeitura, que incluíam gastos de R$ 10 mil com a ração do cachorro da família.

Cheques da prefeitura nas mãos e compras para a despedida. Assim, foram os últimos meses de Eduardo Paes na prefeitura do Rio de Janeiro. Em 2016.

Nos meses de setembro e outubro os cofres públicos pagaram contas pessoais do ex-prefeito. E não foram poucas. Somados, os gastos são de R$ 59.686,40.

O levantamento revela que os cheques da prefeitura foram usados para compras de todos os tipos.

Em apenas quatro dias, por exemplo, os cofres públicos pagaram as seguintes regalias.

A conta na padaria chegou a R$ 4.352,30.

Outros R$ 5.000,00 foram deixados na floricultura. 

Já na loja de decoração, mais R$ 4.700,00.

Nos dias 10 e 11 de outubro de 2016, o prefeito Eduardo Paes não economizou com o dinheiro público. Em uma casa de carnes nobres gastou R$ 10 mil e em uma peixaria mais de R$ 3 mil.

Os comerciantes foram pagos com cheques da prefeitura do Rio, dinheiro do contribuinte que financiou ingredientes de luxo.

Esses gastos, foram logo após o primeiro turno das eleições municipais.
O grupo político de Eduardo Paes saiu derrotado.

Não conseguiu eleger para a prefeitura, o então secretário da casa civil Pedro Paulo.

O ex-prefeito também teria atenção especial com a alimentação dos animais de estimação.

Usar dinheiro público para pagar despesas pessoais é crime. Se comprovado, o gestor pode ficar inelegível.

Viagens

O Jornal da Record mostrou que o ex-prefeito Eduardo Paes teria pago conforto com dinheiro público.

Foram 171 viagens pelo Brasil e  exterior entre os anos de 2009 e 2016.
Paes gastou, em valores atualizados, R$ 6 milhões com passagens aéreas e fretamentos voar em jatos executivos e exclusivos custou caro à prefeitura do Rio. Mais de R$ 5 milhões. Sem contar as faturas da tevê a cabo com canais liberados. Em um único mês, quase R$ 3 mil.

A farra com despesas não essenciais do ex-prefeito levou a Controladoria Geral do Município a fazer uma auditoria em todos os gastos do gabinete na época.

O ex-prefeito Eduardo Paes não respondeu ao contato do Jornal da Record.