Rio de Janeiro Família de Moïse recebe concessão de quiosque nesta segunda (7)

Família de Moïse recebe concessão de quiosque nesta segunda (7)

Prefeitura do Rio quer transformar local em memorial da cultura congolesa. Vagas de trabalho serão ofertadas a refugiados

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira*, do R7

Quiosque concedido à família de Moïse será transformado em memorial

Quiosque concedido à família de Moïse será transformado em memorial

Reprodução/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio oficializa, na tarde desta segunda-feira (7), a concessão do quiosque Tropicália, onde Moïse Kabagambe foi assassinado, à família da vítima. Em projeto com parceria da Orla Rio, o local será transformado em um memorial da cultura congolesa.

No último sábado (5), a Secretaria de Fazenda e Planejamento ofertou a gestão do estabelecimento à família do congolês morto. O oferecimento aconteceu no mesmo dia das manifestações que pararam a avenida Lúcio Costa, na altura do quiosque.

A proposta inclui a reforma dos quiosques Tropicália e Biruta, que dividem a mesma estrutura física. No complexo cultural, o quiosque vizinho deve ser gerido por outro empreendedor, possivelmente uma organização da sociedade civil, de acordo com o secretário de Fazenda e Planejamento do Rio, Pedro Paulo.

Segundo a administração municipal, tanto a concepção quanto a execução da obra serão feitas por trabalhadores negros, sobretudo refugiados africanos. Além disso, haverá apoio e capacitação para a gestão de bares e restaurantes, com auxílio do Senac e entidades dedicadas ao acolhimento de imigrantes.

Será realizada uma cerimônia às 14h30 no gabinete do prefeito Eduardo Paes, na Cidade Nova, para a entrega da concessão.

* Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas