Rio de Janeiro Filho do empresário Mário Peixoto é preso por desvios na Saúde do RJ

Filho do empresário Mário Peixoto é preso por desvios na Saúde do RJ

Polícia Federal confirmou ter cumprido mandado de prisão preventiva por determinação da 7ª Vara Federal Criminal do Rio 

Vinícius Peixoto foi preso em casa na Barra da Tijuca

Vinícius Peixoto foi preso em casa na Barra da Tijuca

Imagem de Arquivo/Agência Brasil/ 17.04.2019

O empresário Vinicius Peixoto, filho de Mário Peixoto, foi preso em casa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, nesta segunda-feira (22), por suspeita de envolvimento em um esquema de corrupção em verbas emergenciais na área da Saúde para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A Polícia Federal confirmou ter cumprido um mandado de prisão preventiva por determinação da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

No documento, o juiz federal Marcelo Bretas disse que, inicialmente, a prisão foi convertida para domiciliar devido à "suspeita do investigado ter contraído covid-19", mas que o prazo de isolamento já esgotou. Bretas destacou ainda que neste período Vinícius alterou dados em uma offshore, o que levanta suspeitas sobre tentativa de encobrir eventuais desvios ou colaboradores. 

Em nota, o advogado Alexandre Lopes disse estar "chocado" com a prisão do cliente "sem nenhum motivo legal".

"Decisões arbitrárias costumam ser revogadas prontamente pelos Tribunais brasileiros”, escreveu Lopes.

De acordo com a PF, a ação de hoje é um desdobramento da Operação Favorito, que prendeu o empresário Mário Peixoto em maio deste ano.

A investigação apura um esquema complexo de corrupção em atividade desde 2012 na área da Saúde do Rio de Janeiro, que seria chefiado por Peixoto.

Os investigadores calculam que os danos aos cofres públicos passem de R$ 500 milhões.

Na última sexta (19), o MPF (Ministério Público Federal) denunciou à Justiça 17 pessoas investigadas na Operação Favorito. Entre elas estão Mário Peixoto, o filho e dois irmãos do empresário.

Últimas