Rio de Janeiro Flordelis: 'Por que me condenar sem chance de defesa e sem processo?'

Flordelis: 'Por que me condenar sem chance de defesa e sem processo?'

Deputada federal se posicionou nas redes sociais, na noite de sábado (22), e disse ser "muito cruel imaginar que teria frieza para esconder provas"

flordelis

Deputada federal é suspeita de participar do crime

Deputada federal é suspeita de participar do crime

Michel Jesus/Câmara dos Deputados - 22.05.2019

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) divulgou uma nota oficial, nas redes sociais, na noite do último sábado (22) em que responde às "mensagens, algumas sem necessidade agressivas", que recebeu depois da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, que foi assassinado a tiros há uma semana.

Investigada e suspeita de participação no crime, Flordelis disse ser "muito cruel imaginar que eu teria frieza para esconder provas de um crime que eu preciso seja esclarecido logo", uma vez que "ninguém tem mais interesse" que ela na solução do caso.

A deputada federal questionou ainda a "condenação" que vem sofrendo, pela sociedade, nos últimos dias: "Por que me condenar sem qualquer chance de defesa e sem processo? Isso não é justo, mas sigo com força porque Deus está comigo".

Relembre o caso

O marido da deputada federal Flordelis (PSD) foi assassinado na madrugada do domingo passado (16) na região de Pendotiba, em Niterói, região metropolitana do Rio. Segundo a Polícia Militar, Anderson Carmo foi baleado por volta das 4h na casa em que morava com a deputada.

Segundo o registro de ocorrência, o casal havia acabado de chegar de uma comemoração. Familiares contaram aos policiais que a deputada teve a sensação de estar sendo seguida durante o trajeto entre o bairro de São Francisco e a residência.

O pastor foi alvejado com mais de 30 tiros.