Rio de Janeiro "Dor é enorme pela perda e pelas calúnias", afirma Flordelis

"Dor é enorme pela perda e pelas calúnias", afirma Flordelis

Uma semana após a morte do marido, deputada federal usou as redes sociais para se manifestar sobre investigação que levanta suspeita sobre a família

Flordelis morte pastor

Deputada federal Flordelis publicou última sessão de fotos ao  lado do marido

Deputada federal Flordelis publicou última sessão de fotos ao lado do marido

Reprodução/Instagram

Uma semana após a morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) usou as redes sociais para se manifestar sobre as investigações da polícia que apontam a família como suspeita do crime. 

Em um dos trechos, no texto publicado no perfil da parlamentar neste sábado (22), Flordelis escreveu:

"A dor é enorme, pela perda e pelas calúnias e notícias confusas que a cada minuto, cada minuto mesmo, brotam sabe-se lá de onde. Já falaram ter sido um crime passional, já disseram ser um crime por dinheiro, já incluíram a infidelidade." 

Exclusivo: imagens mostram o que aconteceu minutos após assassinato de pastor

Flordelis prestará novo depoimento sobre a morte do marido na DHNSG (Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo) na segunda-feira (24). De acordo com a defesa, ela será ouvida na condição de testemunha. 

Na quinta-feira (20), um dos filhos de Flordelis, que não teve a identidade revelada, apontou a mãe e mais três irmãs como suspeitas do crime. No entanto, a assessoria da deputada afirmou, por meio de nota, que ela não é investigada.

Imagens de câmera de segurança obtidas com exclusividade pela RecordTV mostraram o filho da deputada Flávio dos Santos, que está preso e confessou ter atirado contra o pastor, saindo da cena do crime.

Um novo vídeo também mostrou a ação da polícia na casa da família durante a semana. Nas buscas, os agentes encontraram a arma usada no assassinato no quarto de Flávio. Os policiais também apagaram uma fogueira no jardim, que estava sendo usada para queimar papéis. Durante as cinco horas que esteve na residência, a Polícia Civil fez uma perícia no carro do pastor, mas não achou o celular dele.

A delegada Barbara Lomba, responsável pela investigação da morte do pastor, afirmou que a motivação do crime ainda não está esclarecida. O crime aconteceu no domingo (16), na garagem da casa onde a família morava em Pendotiba, Niterói.

Leia à integra do texto publicado por Flordelis:

Ver essa foto no Instagram

Faz uma semana que perdi meu marido. Quem conheceu a minha vida com ele imagina a falta que ele me faz e pode imaginar o quanto estou atordoada. Mas, sou forte. Deus me fortalece. Por isso, não perco a fé. Canto em silêncio uma das músicas que sempre me deu muita força: “Volta por Cima” ”Quem impedirá o agir de Deus?”. Deus tem me dado forças. Vejo isso no olhar dos meus meninos e das minhas meninas, minhas filhas e meus filhos, frutos da minha uma dedicação férrea à vontade de fazê-los felizes. A semana me passou a ideia de que o tempo parou. A dor é enorme, pela perda e pelas calúnias e notícias confusas que a cada minuto, cada minuto mesmo, brotam sabe-se lá de onde. Já falaram ter sido um crime passional, já disseram ser um crime por dinheiro, já incluíram a infidelidade. Acusam meus meninos, mas eu tenho esperança dos acusadores estarem errados e quero muito confiar na Justiça. É uma dor, às vezes, insuportável. O crime aconteceu na nossa casa e isso me faz reviver aquele momento trágico cada minuto em que estou presente. A imprensa não me deixa em paz. Na segunda-feira, serei ouvida pela polícia. O primeiro depoimento como manda a lei. Já fiz isso várias vezes. A primeira, poucas horas após o crime. Sem direito ao luto. Na terça-feira, à tarde, falarei com a imprensa . Um calvário necessário, para ver se consigo aplacar as insinuações, as dúvidas que criam versões desencontradas. Quem sabe, conseguirei? Peço as orações, mesmo daqueles que sem conhecer a história me condenam e condenam meus filhos. A todos os que acreditam em Deus, eu peço as orações para que se faça Justiça. Nossa última sessão de fotos!

Uma publicação compartilhada por Flordelis ⚜️ (@flordelismk) em