Rio de Janeiro "Foi muita maldade", diz mãe durante enterro de sargento da Marinha morto no RJ

"Foi muita maldade", diz mãe durante enterro de sargento da Marinha morto no RJ

Raphael da Silva Celestino foi encontrado dentro de porta-malas; polícia investiga se militar foi reconhecido por criminosos

Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil

Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil

Divulgação/Disque Denúncia RJ

O sargento da Marinha Raphael da Silva Celestino, encontrado morto dentro de um carro em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, foi enterrado na tarde desta quinta-feira (12), no cemitério Parque Nycteroy.

Durante a cerimônia, a mãe do militar lamentou a perda: "Era tudo para mim, era um filho maravilhoso. Foi muita maldade o que fizeram com ele. Espero que isso seja resolvido", disse Maria da Silva Celestino.

Amigo de Raphael, Rubens dos Santos Pereira disse que a polícia ainda não tem informações precisas, mas que trabalha com a hipótese de que o sargento, que recentemente havia começado a trabalhar como motorista de aplicativo, tenha sido executado durante uma corrida.

"Pelo perfil dele, corte de cabelo, estrutura física, aparentemente descobriram que era militar. Ao descobrirem a profissão dele, houve essa covardia", falou Rubens.

O caso é investigado pela DHNSG (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí). Os agentes já ouviram os depoimentos da mãe e de amigos de Raphael e buscam identificar o autor do assassinato.

O Disque Denúncia divulgou um cartaz no qual oferece recompensa de R$ 5 mil a quem tiver informações que possam levar aos responsáveis pela morte do sargento.

Raphael, que tinha 39 anos, foi encontrado com as mãos e os pés amarrados e com marcas de tiros dentro de um porta-malas na manhã de quarta (11), na rua Expedicionário Clóvis da Cunha Paz e Castro, no bairro Colubandê.

O registro da arma do sargento foi encontrado junto ao corpo, mas a arma do militar não estava na cena do crime. Ele deixa esposa e dois filhos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas