Rio de Janeiro Frederik Barbieri se declara culpado por tráfico internacional de armas

Frederik Barbieri se declara culpado por tráfico internacional de armas

Condenação de homem apontado pela Polícia Civil como maior traficante de armas do país deve sair em julho, segundo Justiça americana

tráfico de armas internacional

Barbieri se declarou culpado em audiência na Flórida

Barbieri se declarou culpado em audiência na Flórida

Reprodução

O carioca Frederik Barbieri, apontado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como o maior traficante de armas do país, se declarou culpado durante audiência realizada na terça-feira (15) na Flórida, Estados Unidos, de acordo com nota divulgada pelo Departamento de Justiça americano. Barbieri está preso nos Estados Unidos desde fevereiro, após uma ação integrada entre a polícia do Rio e agências federais americanas.

O acusado deve ser condenado em 19 de julho, na Flórida, e segundo o departamento de Justiça. Ele pode receber uma pena de até 25 anos de prisão

Barbieri é apontado pela Polícia Civil do Rio como o responsável por enviar 60 fuzis, em maio de 2017, de Miami para o Rio. As armas foram interceptadas no aeroporto do Galeão, na maior apreensão de armas da história do país.

As armas - AK-47, G3 e AR-10 - estavam escondidas em contêineres, em meio a uma carga de aquecedores para piscinas.

Um dos suspeitos de integrar a quadrilha, o traficante internacional de armas Victor Hugo Ferreira dos Santos foi preso meses depois na Região dos Lagos.

Fabrício Oliveira, delegado titular da Desarme (Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos), disse que Frederik Barbieri responde a outros processos por tráfico de armas no Brasil. No entanto, o delegado não acredita numa possível extradição do suspeito, já que ele é cidadão americano.

O R7 procurou a defesa do acusado e aguarda retorno.