Rio de Janeiro Funcionário acusado de abusar de hóspede no Rio é demitido

Funcionário acusado de abusar de hóspede no Rio é demitido

Polícia Civil investiga se houve negligência por parte do estabelecimento. Direção nega que houve qualquer tipo de denúncia após o abuso

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

O funcionário acusado de abusar sexualmente de uma hóspede foi demitido do hotel da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Ele trabalhava como mensageiro e foi preso 12 horas depois do crime.

Direção afirma que denuncia foi recebida com surpresa

Direção afirma que denuncia foi recebida com surpresa

Reprodução/Record TV Rio

Imagens das câmeras de segurança mostram o momento em que o homem entra no quarto da turista paraense que passava mal após ingerir bebida alcoólica em uma festa. Ela havia sido deixada no local por uma amiga que não pode ficar, já que a administração do estabelecimento afirmou que a acompanhante não estava hospedada.

“Acabou que ela subiu. Esse rapaz bateu na porta insistentemente e pediu para ela sair”, disse a vítima, em entrevista à Record TV Rio.

A Polícia Civil investiga se houve negligência por parte de outros funcionários. Segundo a turista, a gerente do hotel, além de não ajudar, a deixou constrangida.

“Ela perguntou para que fomos beber e disse que beber dá nisso”, contou.

Polícia prende suspeito de liderar invasões à comunidade no Rio

A direção do estabelecimento desmentiu essa versão dos fatos e afirmou que a denuncia foi recebida com surpresa.

“Falei com o recepcionista da noite, que estava no momento, e ele disse que não houve comunicação”, afirmou o diretor Antônio Landeira, em coletiva concedida na terça-feira (20).

Landeira disse ainda que o acusado é filho de um antigo funcionário e que cobria férias. Ele era considerado um bom trabalhador.

Apesar disso, o homem tem passagens por violência doméstica. Já na prisão, preferiu prestar depoimento em juízo. No entanto, os agentes não têm dúvidas que ele é o autor do crime.

“Ele foi reconhecido pela vítima, pela amiga da vítima que, inclusive, o encontrou instantes antes. E também temos as imagens das câmeras de monitoramento que demonstram, sem sombra de dúvidas, que ele foi o autor do crime”, contou o delegado Henrique Damasceno.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas