Rio de Janeiro Governador determina apuração da restrição de entrada com água no show de Taylor Swift

Governador determina apuração da restrição de entrada com água no show de Taylor Swift

Para os próximos dias, a organização do evento foi acionada para instalar bebedouros e permitir acesso com garrafas de refil

Fã morreu no primeiro show de Taylor Swift

Fã morreu no primeiro show de Taylor Swift

Reprodução/Instagram

O governador do Rio, Cláudio Castro, usou as redes sociais, neste sábado (18), para anunciar que determinou a apuração dos motivos da restrição da entrada do público com água no primeiro show da cantora Taylor Swift, no Engenhão — durante a apresentação, uma fã passou mal e morreu.

Para os próximos shows neste fim de semana, o Procon acionou a organização do evento para instalar mais bebedouros e, principalmente, para permitir o acesso de garrafa de plástico vazia e sem tampa, que deve servir como refil.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Mais cedo, o prefeito Eduardo Paes afirmou ter exigido providências da produção do show e também adiantou algumas medidas, como a antecipação da abertura dos portões em uma hora, com a ocupação do anel de circulação para tirar o público do sol, e novos pontos de distribuição de água. 

O Ministério Público Estadual acompanha o caso. O órgão informou que promotores de Justiça estarão de plantão para fiscalizar as medidas que visam garantir a proteção da saúde do público presente.

Forte calor

O público que esteve no primeiro dia de apresentação, nesta sexta-feira (17), quando a cidade registrou quase 60ºC de sensação térmica, relatou ter sofrido com o calor e a dificuldade de comprar água

Fãs afirmaram ter sido impedidos de entrar com garrafinhas de água no estádio, enquanto outros divulgaram vídeos nas redes sociais que mostram que a própria artista entregou água para algumas pessoas na plateia.

Polícia investiga morte

A estudante de psicologia Ana Clara Benevides, de 23 anos, passou mal durante o show desta sexta-feira (17). Ela chegou a ser levada ao Hospital Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu após parada cardíaca. 

As circunstâncias da morte são investigadas pela Polícia Civil, e o Ministério Público Estadual acompanha a apuração. O corpo da jovem foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) para perícia. 

"Após tomar conhecimento das circunstâncias do fato, a Polícia Civil determinou que o hospital encaminhasse o corpo para o Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, no centro do Rio, para realização de exames de perícia, visando ao esclarecimento das causas da morte. O caso ficará a cargo da 24ª DP (Piedade), que fará diligências para elucidar o ocorrido", informou a polícia.

Últimas