Rio de Janeiro Governo do Rio de Janeiro publica exoneração de secretário da Saúde

Governo do Rio de Janeiro publica exoneração de secretário da Saúde

Em edição extraordinária do Diário Oficial, poder executivo estadual fluminense confirmou a saída de Fernando Ferry da chefia da pasta

Ferry ficou pouco menos que dois meses no cargo

Ferry ficou pouco menos que dois meses no cargo

Divulgação/Governo do RJ

O Governo do Rio de Janeiro publicou na última segunda-feira (23) em edição extraordinário do Diário Oficial a exoneração do ex-secretário de Saúde do Estado, Fernando Ferry. O responsável pela pasta renunciou ao cargo após ficar menos de dois meses no comando.

A renuncia foi anunciada ao povo fluminense por um vídeo feito por Ferry, em que afirma que tentou e agradeceu ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pela chance de comandar a pasta.

“Eu agradeço ao governador por ter me dado essa oportunidade de tentar resolver estes graves problemas que estamos vendo na saúde. Eu só queria dizer mais uma coisa: peço desculpas à população, mas a única coisa que eu tenho a falar é que tentei.”

Na mesma edição extraordinária do Diário Oficial do Estado, Witzel também anunciou a nomeação do novo secretário de Saúde, o coronel Alex Bousquet. O novo chefe da pasta está há 20 anos no Corpo de Bombeiros e é especialista em terapia intensiva pela Amib (Associação de Medicina Intensiva Brasileira).

"Rei Arthur" é alvo de nova ordem de prisão da Justiça do Rio

A nova missão de Bousquet, agora, é resolver o impasse do Governo do Estado e seus hospitais de campanha. O imbróglio entre a saúde fluminense, Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde) e as unidades hospitalares pra tratamento de pacientes da covid-19 já custaram também o cargo de Edmar Santos, secretário anterior a Ferry.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas