Rio de Janeiro Homem atingido por botijão é identificado dois dias após morte

Homem atingido por botijão é identificado dois dias após morte

Corpo do vendedor de frutas Pedro de Brito Lima continua no IML (Instituto Médico Legal) da Leopoldina aguardando liberação para enterro

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*, com Record TV Rio

Pedro foi atingido por botijão de gás

Pedro foi atingido por botijão de gás

Reprodução/Record TV Rio

O homem atingido na cabeça por um botijão de gás foi identificado na última quarta-feira (14) como Pedro de Brito Lima. O vendedor de frutas continuava sem ser reconhecido por parentes mais de 48 horas após o incidente, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

Rio: Duas pessoas morrem após queda de helicóptero em Rio Claro

O corpo de Pedro continua no IML (Instituto Médico Legal) da Leopoldina, na região central do Rio, e será liberado assim que um parente se apresentar no local.

De acordo com moradores de Copacabana, Pedro, que era conhecido como Tronco, vendia frutas na região e fazia alguns serviços. A vítima residia no Pavão-Pavãozinho, comunidade próxima ao bairro.

Segundo a Polícia Civil, o vendedor de frutas não estava com documentos no momento em que foi atingido pelo botijão de gás. Os moradores da região, apesar de conhecerem a vítima, não sabiam seu nome completo ou conheciam parentes e amigos de Pedro.

Polícia realiza operação contra lavagem de dinheiro do tráfico do RJ

De acordo com informações da Record TV Rio, caso nenhum parente do vendedor de frutas vá até o IML da Leopoldina reconhecer o corpo, Pedro será enterrado como pessoa não identificada.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas